domingo, 14 de outubro de 2012

Prefeito Kil explica motivos de não ter havido festas na Emancipação


Dificuldades financeiras do município impediram comemorações, diz  Areski

(Foto de Olívia de Cássia)

Olívia de Cássia – jornalista

Pelo Facebook, no grupo União dos Palmares, o prefeito Areski de Freitas, o Kil, explica o motivo de não ter havido a festa de Emancipação Política do município, reclamada pela maioria da população. Segundo ele, a ausência de comemorações em União não se deu por questões políticas e sim por que o município passa por dificuldades financeiras e os salários dos servidores estão em atraso.

“A Emancipação Política de nossa cidade tem uma importância que só quem se dedica diuturnamente a fazê-la melhor sabe disso. Fiquei triste não poder comemorar como fiz o ano passado. E pode ter certeza que não foi por questões políticas”, disse Kil.

Ele observa que as dificuldades financeiras dos municípios do País também atingiram União dos Palmares. “Todos sabemos da crise pela qual a maioria dos municípios do país está passando. O nosso não é exceção. Já há vários meses estou com dificuldades de honrar com as despesas mensais do município. Venho segurando as despesas para prioritariamente colocar em dia alguns servidores que ainda estão com salários atrasados”, observa o prefeito.

Kil disse ainda que há a questão dos pagamentos dos fornecedores. “Temos também que honrar pagamento de fornecedores, até porque não posso deixar restos a pagar para o próximo gestor já que faltam menos de três meses para fechar a contabilidade do governo”, destaca.

Segundo ele, uma festa, com certeza corresponderia com a importância de nossa cidade, “mas, em um momento de contenção de despesas fazer débito com festas seria no mínimo uma irresponsabilidade”,  pontuou o prefeito.
Sobre as críticas que vem recebendo por conta da não realização da festa ele se defendeu dizendo que: “Muita gente não entende isso. Principalmente aqueles que talvez pela falta de experiência e maturidade deixe a emoção aflorar mais que a razão. Sou da paz e não costumo distratar as pessoas, principalmente, as que não conheço”, disse ele.

Finalizando, Areski disse que espera “que aqueles que sem me consultar ou conhecer com profundidade os fatos, tiram conclusões precipitadas e destratam-me como pessoa e prefeito repensem seus pensamentos e no mínimo hajam como verdadeiros homens”, concluiu o prefeito de União. 

Nenhum comentário:

Bem-vinda, fisioterapia

Por Olívia de Cássia Cerqueira Quando fui diagnosticada com Ataxia, em 2016, Doença de Machado Joseph, SCA3, eu já fazia fisioterapia h...