quarta-feira, 30 de novembro de 2011

União dos Palmares deve receber inúmeros turistas europeus

Fotos de Olívia de Cássia
Nesta sexta-feira (2) de dezembro, desembarcará no Porto de Maceió o Transatlântico “Costa Fortuna” de bandeira Italiana, trazendo para o estado de Alagoas, cerca de 3.470 passageiros e 990 tripulantes, que devem visitar os principais pontos turísticos do estado.

Com o objetivo de divulgar as principais rotas que União dos Palmares participa entre elas a Civilização do Açúcar, Turismo Étnico, a secretaria municipal de turismo estará participando da comitiva que recepcionará os turistas europeus.

União dos Palmares levará uma representação cultural e a equipe da secretaria de turismo para fazer a divulgação de nossas potencialidades e em particular abordar 30 pessoas que o Receptivo Aeroturismo, estará trazendo para nos visitar nossa cidade e a Serra da Barriga.

“A participação do município em eventos deste porte só serve para confirmar o potencial turístico de nossa Região sendo uma resposta ao trabalho e dedicação desta gestão em trazer novas divisas para nossa gente e solidificar a nossa tendência ao turismo étnico e cultural” comenta a secretária Izabel Helena Maia Gomes. (Fonte: Assessoria / SecomUp)

Fraldas geriátricas

Estou fazendo uma campanha de arrecadação de fraldas geriátricas para o abrigo Santo Antônio (Casa do Pobre) de União dos Palmares, para serem doadas no Natal. Quem quiser contribuir é só entrar em contato comigo pelo e-mail oliviadecassias@yahoo.com.br, ou então entregar diretamente no abrigo, no município.

Entrevista coletiva

Por conta da falta de energia elétrica no momento em que realizava seu pronunciamento, na tarde desta quarta-feira, 30, o deputado estadual João Henrique Holanda Caldas (PTN) está convocando os jornalistas para uma entrevista a ser realizada nesta quinta-feira, dia 1º de dezembro, às 10h, em seu gabinete na Assembleia Legislativa de Alagoas.
Na ocasião o deputado pretende explanar os motivos de ter encaminhado ofício à Mesa Diretora, onde solicitou explicações a respeito do pagamento da Gratificação de Dedicação Excepcional (GDE).

Ofício de JHC pedindo cobranças à Mesa Diretora da ALE

Ofício GBJHC nº 36/2011

Maceió (AL), 29 de novembro de 2011



A Sua Excelência o Senhor

FERNANDO TOLEDO

Presidente da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Alagoas

Exmo. Presidente,

1. Servimo-nos do presente expediente, e com estio no Art. 37, cabeça, da Constituição Federal de 1988[1] e Art. 42 da Constituição Estado[2], abordar questões pontuais que concernem à administração desta casa;

2. Atualmente, tem-se robustecido discussões acerca de procedimentos adotados pela Mesa Diretora por V. Exa. presidida, mormente quando vislumbrado as recentes manifestações de descontentamento pelos Servidores desta Casa;

3. Pois bem, neste norte se impõe erguer considerações acerca de Leis que versam sobre a estrutura administrativa-financeira da Assembleia alagoana;

4. Reportamo-nos, inicialmente, sobre a Lei 6.975/08, que criou a Gratificação por Dedicação Excepcional – GDE. Vê-se que a concessão da apontada gratificação dar-se-á por ato da Mesa Diretora (§1º, Art. 1º) e, ainda, apercebe-se a inexistência de qualquer critério em relação ao consentimento dessa gratificação, principalmente em atenção ao valor da adição de vencimentos que se daria;

5. D’outra banda, a Lei 6.953/08, que cria 60 (sessenta) cargos de assessoria administrativa especial da Assembleia, novamente se mostra omissa quanto a pontuar as atribuições que os servidores ocupantes desses cargos viriam a ter, sequer individualizando em qual setor do Parlamento esses servidores oficiariam;

6. De tal maneira, senti-me na obrigação, enquanto membro da Comissão de Fiscalização e Controle, provocar V. Exa. via o ofício em tela, para querer que seja disponibilizado ao parlamentar subscritor a seguinte documentação:

i. Relação dos servidores atualmente ocupantes dos cargos criados pela Lei 6.953/08, inclusive discriminando quais valores recebem; informando, ainda, se havia pagamento da GDE a esses servidores;

ii. Relação dos Atos da Mesa Diretora que serviram para fins de concessão da GDE desde a sua criação;

iii. Relação total dos servidores – efetivos e comissionados – que perceberam/percebem a GDE desde a criação dessa gratificação, inclusive discriminando valores; adicionando a este levantamento, ainda, os aposentados e pensionistas que eventualmente percebam a GDE, com suas respectivas matriculas;

iv. Quais os critérios utilizados para a concessão da GDE, já que, consoante explanado adiante, aos Servidores lotados no nosso gabinete foi disponibilizado tal valor, sem que jamais tenhamos realizado qualquer manifestação nesse norte;

v. Valor global – ou seja: quantos MILHÕES de reais – foi dispendido até aqui com a GDE e cargos da Lei 6.953/08, desde a criação destes;

vi. A quantos cargos comissionados cada membro da Mesa Diretora tem direito, quais os ocupantes atuais desses eventuais cargos e se esses Servidores percebem a GDE;

vii. Copia da folha de pagamento dos servidores deste poder, na sua totalidade, acompanhado dos extratos bancários equivalentes;

7. Inclusive, Exa., os servidores lotados em meu gabinete perceberam valores adicionais durante todo o corrente ano. Para melhor esclarecimento, o credito lançado nas contas correntes dos servidores são feitos da seguinte forma: 02 (dois) lançamentos, sendo um correspondente ao salário e o outro correspondente a GDE, sendo que no contracheques noticiam exclusivamente o salário, a Gratificação apenas aparece na conta bancária.

7.1 Por discordar da forma de concessão da multicitada gratificação, determinamos que tais valores não fossem jamais movimentados, o que culminou, inclusive, com a disponibilização dessa monta ao Estado de Alagoas, via guias de DAR documentos de arrecadação, destinados à conta única do Tesouro Estadual. Gizamos, por oportuno, que o valor estornado ao Erário foi na base de R$ 650.000,00 (seiscentos e cinquenta mil reais);

8. Ademais disso, o movimento engendrado pelos servidores amiúde declinado elencou recentemente, através de um manifesto firmado pelos seus líderes (cópia anexa), alguns fatos que, inclusive – se confirmados –, tipificar-se-iam como criminosos à luz do ordenamento jurídico;

9. Dentre inúmeras ponderações, o indigitado Manifesto elencou que:

I Há 15 anos não se realiza o pagamento referente ao adicional de férias;

II 3,5 folhas salariais atrasadas (ainda dos anos 90);

III 0,9% descontados do 13º salário de outubro de 2000;

IV 30% subtraídos dos salários de outubro de 2000;

V Não pagamento da folha integral de dezembro de 2002; e

VI 03 (três) quinquênios não implantados desde 1995;

9.1. Além disso, os Servidores noticiaram em seu manifesto a resistência deste Parlamento em efetivar o Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios;

9.2. Ocorre, porém, que o procedimento adotado por este Parlamentar e declinado no item 7 deste expediente, por si só, fará com que a Assembleia economize R$ 650.000,00 (seiscentos e cinquenta mil reais) por ano, considerando um mandato de 04 anos, representa uma economia à ALE da ordem de R$ 2.600.000,00 (dois milhões e seiscentos mil reais) somente em meu gabinete. Ou seja: valor suficiente para a implantação imediata do PCCS, o que desde já se requer;

9.3. Inclusive, o valor a ser economizado seria tão grande que as outras questões apontadas pelos Servidores (débitos com concessionárias de energia, telefone, falta de papel higiênico, etc.) poderia, de igual modo, ser sanadas;

10. No entanto, fato alarmante levado a público pelo Manifesto é o de que descontos previdenciários não vêm sendo repassados aos órgãos de previdência e, além disso, não se realiza o recolhimento devido do Imposto de Renda;

11. Tais condutas, se confirmadas, e consoante amiúde noticiado, são casos típicos de crimes como apropriação indébita, o que, notadamente, demanda uma atenção maior por parte dos Parlamentares que compõem esta Douta Casa Legiferante;

12. Assim, além da documentação acima pontuada, solicitamos que V. Exa. informe de maneira inequívoca o regular repasse aos órgãos previdenciários dos descontos realizados em folha de pagamento e, ainda, certifique o regular recolhimento do Imposto de Renda na forma devida;

13. Por fim, sublinhamos a necessidade de atendimento ao disposto neste Ofício no prazo improrrogável de 30 (trinta) dias.

Respeitosamente,

JOÃO HENRIQUE HOLANDA CALDAS

Deputado

Senado aprova PEC que exige diploma para jornalistas

AGêNCIA BRASIL

Aproveitando dia de sessão cheia, o Senado aprovou em primeiro turno a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Jornalistas que trata da exigência do diploma para o exercício da profissão. O texto foi aprovado com 65 votos a favor e sete contrários.

A PEC foi protocolada no Senado depois que o Supremo Tribunal Federal considerou inconstitucional a lei que tratava da exigência do diploma. Para os ministros do Supremo, a profissão de jornalismo está ligada ao direito à liberdade de expressão e por isso não poderia ser colocado qualquer empecilho para o seu exercício.

A maior parte dos senadores, no entanto, entende que a exigência do diploma não impede a liberdade de expressão, uma vez que as colunas de opinião não ficarão restritas aos jornalistas.

“Qualquer profissional, tratando da sua profissão pode expressar-se em qualquer lugar. Estamos falando do exercício da profissão de jornalismo. Isso é outra coisa completamente diferente. Se temos universidades, faculdades, que não tínhamos no passado, hoje, precisamos valorizar, sim, a profissão do jornalista”, defendeu o senador Wellington Dias (PT-PI).

Entre os que votaram contra, o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), alegou que a PEC tenta contornar o entendimento do Supremo Tribunal Federal. Para ele, a emenda também será considerada inconstitucional porque vai contra o entendimento que já foi firmado na Corte.

“O Supremo disse o seguinte: ninguém precisa adquirir expertise em universidade em curso algum, exceto em cursos de Direito, porque pode causar uma lesão extraordinária, de Medicina, da área de Medicina e de Engenharia. Pouquíssimos cursos exigem uma aptidão tal que a pessoa só pode adquirir dentro de um banco universitário. Essa foi a decisão do Supremo Tribunal Federal”.

A PEC dos Jornalistas, como é conhecida a proposta, ainda precisará ser votada em segundo turno no Senado. Só então ela poderá seguir para a Câmara dos Deputados, onde também precisará ser votada em dois turnos com quórum qualificado. Se sofrer qualquer alteração na Câmara, a matéria volta mais uma vez para apreciação dos senadores.

Falta de energia interrompe sessão na ALE

O blecaute aconteceu no momento em que o deputado JHC fazia cobranças à Mesa Diretora

Olivia de Cássia – Repórter
(Texto e foto)

Faltou energia novamente na Assembleia Legislativa, na tarde desta quarta-feira, 30, na hora da sessão ordinária, no momento em que o deputado João Henrique Caldas (PTN) utilizava a tribuna da Casa para fazer uma cobrança à Mesa Diretora.

Com a presença de 19 parlamentares, o deputado JHC fez a leitura do requerimento que promete encaminhar à Mesa Diretora solicitando a relação de servidores da Assembleia, bem como aqueles que recebem a Gratificação de Dedicação Exclusiva.

Outra cobrança e reclamação de João Henrique foi com relação a gastos extras que teriam aparecido em seu gabinete. No momento da fala do parlamentar, faltou energia na Assembleia e houve um pequeno desentendimento entre o deputado do PTN e o presidente da Casa, Fernando Toledo (PSDB), que segundo testemunhas pediu para que JHC o respeitasse.

Passava treze minutos das 16h quando a sessão foi interrompida; a energia voltou às 17h38 e os deputados estão em reunião a portas fechadas.

O COMEÇO

A sessão de hoje já começou depois do prazo regimental, às 15h23; o horário previsto pelo regimento interno da Casa é 15h15. Na hora do expediente, o deputado Ricardo Nezinho fez a leitura dos vários projetos chegados à Casa, um deles é o projeto que estabelece prioridade a idosos para aquisição de imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida.

Já o deputado Olavo Calheiros (PMDB) repercutiu artigo assinado pelo ex-governador Ronaldo Lessa, em O Jornal, edição de ontem, que aponta, por meio de números do anuário do Ministério da Justiça, o grande número de homicídios em Alagoas.

Segundo o parlamentar do PMDB, o índice aponta que o Estado registra o dobro de assassinatos que os mais violentos. "Só que o governo estadual não reconheceu os índices de violência como um caso grave", afirma Calheiros, com base no texto assinado pelo ex-governador.

Na Ordem do Dia, os deputados apreciaram projetos que, na sua maioria, já foram aprovados em primeira votação, além de requerimentos para execução de obras tanto na capital quanto no interior de Alagoas. A exceção é o projeto de origem governamental que autoriza o Poder Executivo a doar imóvel pertencente ao Ipaseal, com o objetivo de construir imóveis populares para servidores públicos estaduais.

TESTE DO CORAÇÃOZINHO

O deputado Ronaldo Medeiros (PT) protocolou projeto que obriga a realização do “Teste do Coraçãozinho” em todos os recém-nascidos nos berçários das maternidades do Estado de Alagoas.

Segundo o projeto, o “Teste do Coraçãozinho” (oximetria de Pulso) é um exame indolor, utilizado para medir os níveis de oxigênio no sangue e deve ser realizado em recém-nascidos assintomáticos após 24 horas de vida.

“Antes da alta hospitalar, para detectar a presença de cardiopatia congênita grave que coloca em risco a vida da criança. Sendo detectada alteração na oximetria, a investigação de problema cardiológico é então aprofundada”, explica o deputado do PT.

Compareceram à sessão: o presidente Fernando Toledo (PSDB), Olavo Calheiros (PMDB), Ronaldo Medeiros (PT), Ricardo Nezinho (PMDB), Severino Pessoa (PPS), Joãozinho Pereira (PSDB), Temóteo Correia (DEM), Judson Cabral (PT), Isnaldo Bulhões (PDT), Jeferson Morais (DEM), Flávia Cavalcante (PMDB), Marcos Madeira (PT), João Henrique Caldas (PTN), Luiz Dantas (PMDB), Jota Cavalcante (PDT), Antonio Albuquerque (PT do B), Dudu Holanda (PSD), Gilvan Barros (PSDB) e a deputada. Thaíse Guedes (PSC). (Com informações de Sessão Pública)

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Em União abrigo de idosos continua campanha solidária



Por João Paulo Farias – Texto e Fotos

A Casa do Pobre Santo Antônio, localizada no centro de União dos Palmares, é uma instituição filantrópica que funciona como um abrigo e atende vinte e cinco idosos do município e região.

Fundada em meados dos anos 50, o abrigo hoje carece de melhorias em sua estrutura física, já que as instalações antigas não trazem o conforto necessário aos seus moradores que têm em sua maioria necessidades especiais.

Há cerca de um mês teve início a Campanha Padrinho Social, que tem como objetivo aproximar a população dos idosos, proporcionando uma assistência cada vez mais qualificada.

A campanha visa o apoio de comerciantes e população, com a colaboração de determinador valor em dinheiro que será revertido em melhorias no abrigo.

Ana Paula Moura, que assumiu a direção do abrigo há quatro meses, está empenhada na elaboração de ações que primem melhorias na Casa. A diretora diz que muita coisa tem que ser feita no abrigo, entre os mais importantes, a troca do piso por um antiderrapante, a reforma dos banheiros que não são adaptados as necessidades dos idosos e outras prioridades.

“Esses idosos foram no passado grandes contribuintes dessa cidade, com seu trabalho”, destacou Ana Paula, lembrando que os mesmos precisam de carinho e maior atenção de todos.

A diretora da Casa do Pobre mostrou as principais carências do abrigo e quais soluções para melhorar a estrutura física. “Veja esses banheiros, não existe isso, eles precisam ser adaptados aos idosos”, frisou Ana. ”Precisamos de um posto médico e uma área de lazer, as lavandeiras não tem estrutura e os guardas roupas são velhos”, destacou.


Parcerias


A instituição, que sobrevive por meio de parte dos benefícios dos abrigados, também tem o apoio de empresários palmarinos e uma subvenção de 875 reais repassada pela Prefeitura de União. Os recursos são usados na alimentação, roupas, higiene pessoal e outros, mas ainda não é quantidade suficiente para atender todas as necessidades dos abrigados.

Segundo Ana Paula, os custos são altos para atender de forma especial esses idosos, já que alguns carecem de um atendimento especial devido a suas debilidades.

Um parceiro importante da instituição e ao mesmo tempo divulgador da mesma é o empresário Roberto Daniel, popular Daniel da Quaker, que é responsável por boa parte das doações ao abrigo, e patrocinador da maioria dos eventos festivos que acontecem lá.

Engajado na campanha para melhorias no prédio, Daniel doou uma Moto Honda Pop 100, que será sorteada por meio de rifas e o dinheiro arrecadado revertido na reforma do abrigo.

As vendas dos bilhetes começam no próximo mês e custam apenas dois reais. A previsão é que sejam vendidos mais de quinze mil bilhetes, até o mês de março de 2012. O sorteio será feito provavelmente num evento, mais até lá será divulgado data e local.

“Aos poucos os parceiros vão aderindo à causa dos idosos da Casa do Pobre”, disse Ana Paula, referindo-se ao Rotary Club filial de União, que junto a uma ótica local realizaram há dois meses no abrigo exames de vista e doações de óculos aos idosos.

Em relação ao poder público local e quais ações desempenha naquele abrigo, a diretora disse que esteve com o prefeito Areski Freitas que prometeu enviar um topógrafo, para fazer a avaliação numa área externa da casa que segundo Ana, serviria como uma área de lazer, com a construção de uma sala de fisioterapia, local de leitura, rouparia, lavanderia e outros.

“Estive na Câmara de Vereadores semana passada e os parlamentares sinalizaram interesse e preocupação com o abrigo”, frisou.

Em relação à construção de uma rampa de acesso ao abrigo, que ainda é por meio de escadas, Ana falou que o vice-prefeito e secretario de Infraestrutura do município, Adeildo Sotero, prometeu que a obra será executada em breve.

“São muitos os desafios frente a melhorias nesse abrigo, não consigo ficar parada, vou tentar por meios de todos, apoio a essa causa”, ressaltou.

“Estamos precisando de sua ajuda, eu também já fui jovem um dia”, diz uma frase estampada num banner postado na entrada do abrigo.

Quem quiser ajudar e conhecer a obra social entre em contato pelos telefones: (82) 3281-3234 / 9185-0337 / 9622-2017 / 9324-0890 / 9444-0071, faça uma visita ao abrigo, o endereço é Rua Dr. Hermano Plech n°411, Centro, União dos Palmares – AL.

Deputados se reúnem no Sebrae para tratar das micro e pequenas empresas

Assessoria/Camila Ferraz
Por Olívia de Cássia

Na manhã de hoje, 29, uma comissão de deputados se reuniu com o superintendente do Sebrae, Marcos Vieira, para tratar sobre a Formação da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa em Alagoas. Na reunião eles discutiram a criação da Lei Geral Estadual das Microempresas, Empresas de Pequeno Porte e Micro Empreendedor Individual, que já foi aprovada em vários estados do País.

Segundo o deputado Ronaldo Medeiros, 99% das empresas no País são micro e pequenas empresas. “Elas empregam 57,2% da força de trabalho por isso são imprescindíveis para a economia e o desenvolvimento do país; sou um defensor da criação da Frente Parlamentar no sentido de que a gente possa contribuir com a questão”, disse o deputado.

Medeiros observa que a Lei Geral Estadual estabelecerá normas gerais relativas ao tratamento diferenciado às micro empresas, empresas de pequeno porte e empreendedores individuais e explicou que a criação da lei no âmbito estadual é uma exigência legal da Lei Complementar nº 123/2006 (Estatuto Nacional da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte) que tem o objetivo de adequar às realidades do Estado.

“A construção da lei é realizada pelo Governo do Estado em conjunto com a sociedade, de forma democrática e participativa, por meio das entidades de classe representativas do setor”, disse o petista.

Estiveram na reunião: os deputados Judson Cabral (PT), Fernando Toledo (PSDB), Inácio Loiola (PSDB), Joãzinho Pereira (PSDB), Gilvan Barros (PSDB); Ronaldo Medeiros (PT), o deputado federal Pepe Vargas (presidente da Frente Parlamentar Nacional), o deputado federal Rui Palmeira (PSDB), representante de Alagoas na Frente Parlamentar Nacional), Alberto Cabus (representando a Fiea) e Marcos Vieira, superintendente do Sebrae.

Por falta de quorum não teve sessão na ALE

Olívia de Cássia – Repórter
(Texto e foto)

Apenas oito deputados estavam no Plenário Tarcísio de Jesus, na hora da chamada, na tarde desta terça-feira, 29, o que impossibilitou de a sessão na Assembleia prosseguir, mesmo com uma observação do deputado Dudu Hollanda (PSD) informando ao presidente Fernando Toledo (PSDB) que mais deputados estavam na Casa.

Toledo explicou ao deputado Dudu que o que vale para a chamada, de acordo com o Regimento Interno da Casa de Tavares Bastos, é a quantidade de deputados que estava no plenário e deu por encerrada a sessão.

Assim que terminou a chamada, chegaram os deputados Temóteo Correia (DEM), Ricardo Nezinho (PMDB), Nelito Gomes de Barros (PSDB) e Gilvan Barros, também do mesmo partido, mas não adiantou. Os deputados ficaram no plenário conversando e concedendo entrevista à imprensa.

Responderam presente os deputados: Dudu Hollanda (PSD), Ronaldo Medeiros (PT), Inácio Loiola (PSDB), Judson Cabral (PT), Thaise Guedes (PSC), Olavo Calheiros (PMDB), Fernando Toledo (PSDB) e Marcelo Victor (PTB).

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Flagrantes do III EPA

III EPA teve pouco público, mas foi animado

Fotos de Olívia de Cássia-26-11-2011
Por Olívia de Cássia

O III Encontro com Palmarinos Ausentes (EPA), realizado no sábado, 26, não teve o público esperado pelos organizadores da festa, mas foi um evento animado. A festa reuniu palmarinos nas dependências da Escola Mário Gomes de Barros, em União dos Palmares e apesar dos problemas foi um encontro de confraternização e harmonia.

Segundo Ladorvane Cabral, idealizador e organizador do EPA, o número de participantes esse ano foi menor, porque a festa aconteceu em um sábado e começou às 10h. Da mesma forma que muitos nativos trabalham no comércio de União ou da região não puderam comparecer.

Outro fato que também pode ter contribuído para o número pequeno de participantes foram outros eventos que estavam acontecendo na cidade, como motocross e encontros religiosos, mas isso não diminuiu o ânimo daqueles que compareceram.

Para Maria das Graças Barboza (Gagacia), palmarina que sempre está presente no EPA, “os palmarinos ‘ausentes` como também os presentes continuam a não prestigiar o evento`”. Ela observa que com relação aos anos anteriores, em questão de organização, a festa foi muito boa esse ano, mas faz alguns questionamentos.

“Por que a ausência dos palmarinos? O que está faltando? O que precisa ser mudado? São perguntas que precisam ser analisadas e respondidas para descobrir onde está a falha”, mas, não podemos desanimar”, argumenta.
O III EPA foi embalado ao som de Djalma Belarmino (o Dija Som), e a Banda Contágio Tropical, que é conhecida em vários estados e tem um repertório diversificado. Os músicos relembraram sucessos das décadas de 70, 80, 90 e atuais. Também o grupo local afro Dandara fez uma apresentação na festa, lembrando as raízes africanas.

A decoração do ambiente foi feita pelo arquiteto lajense Zé Maria, que teve a ideia da ampliação das fotos antigas de União, pertencentes ao acerto de Maria Mariá. Também o painel gigante com a foto da antiga estação ferroviária, com a música A Estação, de Roberto e Erasmo foi de autoria de Zé Maria.

No local foi servido um almoço, antes da premiação dos contemplados com o troféu a Terra da Liberdade e ainda teve internet disponível para quem levou seu computador portátil. As fotos do evento serão disponibilizadas nas redes sociais.

Receberam o troféu A Terra da Liberdade , dona Vandete Soriano, a poeta Maria Pureza Amorim, a professora Maria Helena Melo Rabelo, o vice-prefeiro Adeildo Sotero e Adelice Gomes Peixoto. Que venha o 4º EPA!

sábado, 26 de novembro de 2011

Começa o Epa em União dos Palmares

Olívia de Cássia

O Encontro com os Palmarinos Ausentes em União dos Palamares começou. Aos poucos os palmarinos foram chegando e se integrando ao ambiente. A camisa do evento este ano tem a foto da Estação Ferroviária, num painel gigante, onde tem a música A Estação, de Roberto e Erasmo Carlos.

Cheguei ao local horas antes do começo, não teve missa, andei um pouco na feita e subi a ladeira do Mário Gomes, cansada . Ladorvane e equipe davam o último retoque aos preparativos, os moços da internet instalavam os fios para que os participantes do EPA pudessem acessar a net.

Este ano o evento inovou; vai entregar o troféu Terra da Liberdade – a cinco pessoas ilustres da cidade, ‘pelos relevantes serviços prestados ao município. Painéis com fotos antigas, tamanho 60 x 80 foram colocadas em algumas paredes. Os primeiros prédios públicos, como a cadeia pública, o prédio dos Correios e Telégrafos, a
Vila Magdala, Ponte sobre o trilho.

A decoração e a s fotos que foram ampliadas pelo lajense Zé Maria, são do acervo do Museu de Maria Mariá. Agora Dija Son anima a festa e depois a Banda Contágio animará o evento.

Os primeiros palmarinos foram chegando. O anfitrião da festa, Ldorvane Cabral, se desdobrou para que o pessoal se sentisse à vontade.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Caixa Econômica é homenageada com sessão especial na Assembleia

Foto/Assessoria
Por: Olívia de Cássia, com Camila Ferraz

A Caixa Econômica foi homenageada na tarde desta sexta-feira, 25, com uma sessão especial em homenagem aos seus 150 anos. O requerimento propondo a sessão foi do deputado Ronaldo Medeiros (PT). O deputado fez um pronunciamento destacando que “a Caixa Econômica Federal representa um exemplo de excelência no ramo, é referência mundial como banco público, rentável, ágil, moderno e com forte atuação social”.

Segundo o deputado, a Caixa ajudou intimamente no sucesso do governo Lula, beneficiando milhões de brasileiros e brasileiras, alagoanos e alagoanas. “O sucesso continua no governo Dilma, desenvolvendo o nosso país e vencendo os desafios do ‘Brasil sem miséria”, disse ele.

O parlamentar destacou que foi dito, publicamente, pela presidenta Dilma: "Chegamos onde chegamos, com o programa ‘Minha Casa Minha Vida’ por causa da Caixa Econômica Federal".

Ele observou que a instituição foi um dos maiores e mais importantes operadores do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), e que movimentou financiamentos para infraestrutura urbana e para investimentos na área da saúde no valor de 79,7 bilhões de reais.

“Quando o assunto é Bolsa Família, nos orgulha ainda mais. Em 2003, a Caixa distribuiu 1,3 bilhão de reais, em 2010, esse número saltou para 15 bilhões de reais, beneficiando onze milhões de famílias brasileiras”, destacou Medeiros.

O deputado relatou que em Alagoas existem 40 agências bancárias, distribuídas entre a capital e 19 municípios, mas com previsão de serem construídas muito mais em 2012.

O superintendente da Caixa Econômica em Alagoas, Herbert Buenos Aires, agradeceu a homenagem concedida ao banco e fez uma explanação sobre o desenvolvimento da instituição financeira ao longo desses 150 anos.

Também compareceram à sessão e fizeram parte da mesa, o superintendente da Caixa Econômica em Alagoas,Herbert Buenos Aires; o desembargador Washington Luiz; o superintendente do Sebrae, Marcos Vieira; a desembargadora presidente TRT/AL, Vanda Lustosa; o ex-superintendente da CEF, Amaro Geraldo Gusmão; o Superintendente do Sebrae, Marcos Vieira; o prefeito de Arapiraca, Luciano Barbosa; os deputados Judson Cabral (PT), Fernando Toledo (PSDB) e Gilvan Barros (PSDB).

III EPA será neste sábado, 26

Foto de Olívia de Cássia
Ladorvane Cabral, coordenador do evento

Por Olívia de Cássia

O III Encontro com Palmarinos Ausentes, de União dos Palmares, acontecerá amanhã, 26, na Escola Mario Gomes de Barros. Uma semana depois das comemorações do Dia da Consciência negra.

O EPA é um evento dinâmico, organizado por Ladorvane Cabral, e tem o objetivo de reunir familiares e amigos da terra que moram distantes, para se confraternizarem em harmonia, num clima de muita festa e descontração..

Na programação do evento haverá a tradicional missa, às 8h da manhã e logo após os participantes da festa se dirigem à Escola Mário Gomes, onde às dez horas, haverá um show com Djason, com sua música popular brasileira, fazendo todos relembrarem os grandes nomes dos artistas da nossa boa música.

Segundo Ladorvane Cabral, ao meio dia haverá apresentações de manifestações culturais da Terra da Liberdade; às 13h, será servido um almoço, às 14h, homenagem aos palmarinos ilustres, com entrega de medalhas aos homenageados , e às 16h, queima de fogos e show com a banda Contágio Tropical. A festa vai até o começo da noite.

“Será mais uma oportunidade de todos se confraternizarem em harmonia, pois o EPA é o maior evento social de União dos Palmares e será fundamental contar com o a participação de todos, o que muito honrará, concedendo-lhe a grande oportunidade de rever familiares e amigos que vivem distantes, em um clima de festa e harmonia destacou Vano Cabral.

O acesso ao EPA é com aquisição de uma camisa, no valor de R$ 25, que pode ser adquirida com Ladorvane Cabral e sua equipe, em União dos Palmares, à Rua Tavares Bastos, ou com Lindolfo Cabral. Mais informações no Orkut (http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=6097907093836059699) e Facebook de Ladorvane no link http://www.facebook.com/profile.php?id=100002856774940.

Prêmio Personalidade Palmarina 2011

O Prêmio Personalidade Palmarina, atualmente, é a maior e única premiação no município destinado às personalidades do ano, empresários, artistas, mestres em educação, políticos, personalidades que se destacaram na área médica, religiosa social, cultural, política, além de juristas, entre outros.

Um encontro de celebridades e estrelas palmarinas. O evento será realizado pelo Instituto Vozes, sendo uma Promoção da Prefeitura Municipal de União dos Palmares, com a produção da C3 Produtora e Equipe de Comunicação da Prefeitura.

A Escolha:

O Instituto Vozes fará uma pesquisa entre os dias 30 de Novembro e 17 de Dezembro no círculo de cada categoria. Por exemplo, quem escolherá o empresário do ano será o próprio comércio (haverá pesquisa em hospitais, clínicas, prédios públicos, comercio, feira, escolas, etc.). Mediante a escolha da população, conheceremos, então, as Personalidades Palmarinas 2011.

A Premiação:


A equipe de organização ao discutir como seria o troféu, decidiu homenagear o símbolo maior de União dos Palmares, o Herói Negro Zumbi dos Palmares. O troféu será a estátua de Zumbi em miniatura e medirá aproximadamente 30 centímetros, sendo entregue numa linda festa de gala que acontecerá na noite do dia 20 de Dezembro, na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB).

AS CATEGORIAS:

1 - PERSONALIDADE EMPRESARIAL
2 - PERSONALIDADE NA EDUCAÇÃO
3 - PERSONALIDADE NA CULTURA
4 - PERSONALIDADE NO ESPORTE
5 - PERSONALIDADE LEGISLATIVA
6 - PERSONALIDADE SECRETÁRIO MUNICIPAL
7 - PERSONALIDADE NA ÁREA SOCIAL
8 - PERSONALIDADE JURÍDICA
9 - PERSONALIDADE FUNCIONALISMO PÚBLICO
10 - PERSONALIDADE NA COMUNICAÇÃO
11 - PERSONALIDADE NO TRANSPORTE
12 - PERSONALIDADE NA ÁREA DE SAÚDE
13 - PERSONALIDADE NA AGRICULTURA
14 - PERSONALIDADE NA ÁREA AMBIENTAL
15 - PERSONALIDADE RELIGIOSA
16 - PERSONALIDADE POLÍTICA
17 - PERSONALIDADE DO ANO


Informações: Assessoria

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

João Henrique volta a criticar Programa da Reconstrução

Olivia de Cássia, com assessoria da ALE

O deputado João Henrique de Holanda Caldas (PTN), presidente da Comissão das Enchentes, voltou a criticar o Programa da Reconstrução do governo do Estado, na tarde desta quinta-feira, 24.

JHC disse que obteve a informação de que os recursos para a construção de moradias para a população atingida pelas chuvas foram devolvidos ao governo federal. Segundo o parlamentar, os recursos somam R$ 130 milhões.

João Henrique mostrou-se indignado com a informação e disse que: “Definitivamente, esse programa não existe, não é real. A gente não encontra nenhuma ação desse programa para atender a população sofrida”, observou.

O deputado comparou a situação do programa de Alagoas com o de Pernambuco, Estado igualmente atingido pelo desastre natural. “Aqui, nenhuma escola foi entregue. Isso é um compromisso que o governo deve ter com essas pessoas”, avaliou.

Em aparte à fala de JHC, o deputado Judson Cabral (PT) propôs que o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) seja convidado a dar esclarecimentos aos parlamentares sobre o andamento do programa e, caso não se cumpra, haja a convocação. “O Parlamento tem instrumentos para atuar. Não se pode, simplesmente, ficarmos de braços cruzados, esperando a ação do governo”, afirmou Cabral.

OUTRO LADO

O líder do governo na Assembleia, deputado Edval Gaia (PSDB), disse que não acredita na devolução de recursos ao Governo Federal. “Vou procurar mais informações. Na próxima terça-feira irei apresentar a verdade sobre esse fato. O governador Teotonio Vilela está preocupadíssimo com o andamento das obras da reconstrução, mas houve um atraso devido as chuvas e isso não é culpa de ninguém, é ação da natureza”, justificou Gaia.

O deputado João Henrique Caldas reafirmou o que havia dito. “Matematicamente, deputado, o dinheiro já foi devolvido e não retorna mais esse ano”, argumentou.

Já o deputado Sérgio Toledo (PDT) leu uma carta encaminhada pela presidência da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) nacional, onde consta a informação de que as casas para as pessoas atingidas pelas chuvas no ano passado devem ser entregues sem custos à população.

CÓDIGO DE ÉTICA

Os deputados aprovaram na tarde desta quinta-feira, 24, o Código de Ética e Decoro Parlamentar. O documento funciona como o marco regulatório das atividades do colegiado, conforme explicação do presidente da comissão, deputado Judson Cabral (PT).

De autoria do deputado Joãozinho Pereira (PSDB), os deputados aprovaram, em primeira votação, o projeto que proíbe a venda, oferta, fornecimento, entrega e permissão de consumo de bebidas alcoólicas aos menores de 18 anos no Estado. A matéria precisa de uma segunda votação no plenário para ser encaminhada ao Executivo para sanção.

Ronaldo Medeiros critica Secretaria e diz que Adriano Soares ignorou parecer da PGE

Olivia de Cássia-25-10
Com Camila Ferraz

O líder da oposição na Assembleia, deputado Ronaldo Medeiros (PT), em seu pronunciamento na sessão desta quinta-feira, 24, fez duras críticas ao secretário estadual de Educação, Adriano Soares, que ignorou o parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE) negando a liberação da contratação da empresa ABR Engenharia LTDA, com dispensa de licitação, para realizar vistorias em 151 escolas estaduais, para que, posteriormente, fossem reformadas.

Mesmo com a negativa da PGE, Adriano Soares autorizou a ordem de serviço e já efetuou o pagamento de uma das parcelas do contrato. O deputado apelou para que o governo acabe com essa ‘arenga’ e disse que em Alagoas “primeiro se paga, para depois assinar o contrato. Nunca vi algo desse tipo. É como colocar a carroça na frente do burro”, destacou Medeiros.

O deputado observou que esse desentendimento entre o governo e a PGE vem causando grandes prejuízos ao Estado de Alagoas. “Um contrato tem que ir para a procuradoria, a procuradoria devolve o contrato, com o parecer, que deve ser respeitado e daí a obra é iniciada, mas, aqui em Alagoas não é assim e isso é muito grave”, finalizou.

PROJETO DE LEI

Na sessão de hoje foi aprovado em primeira discussão e votação o Projeto de Lei Complementar de autoria do deputado Ronaldo Medeiros que dispõe sobre a Criação da região metropolitana de Palmeira dos Índios – RMPI e cria o Conselho de Desenvolvimento e Integração.

ANIVERSÁRIO DA CAIXA

Nesta sexta-feira (25), o deputado Ronaldo Medeiros estará realizando uma sessão especial na Assembleia Legislativa em homenagem aos 150 anos da Caixa Econômica Federal. O presidente Nacional da Caixa, Jorge Fontes Hereda, confirmou presençaa, além do superintendente do banco em Alagoas, Herbert Buenos Aires de Carvalho.

Amigos do Centro se confraternizam em Jacarecica

* Por Olívia de Cássia

Amigos da Praça do Pirulito e adjacências, em Maceió, vão se confraternizar em um encontro que acontece no próximo dia 27, a partir das 10h, no Clube da Adepol, em Jacarecica.

No evento haverá “apresentações artísticas, música e muitas recordações dos bons momentos vividos pela turma das praças da Faculdade, Pirulito e outras ruas do Centro de Maceió”. A informação é da radialista Graça Tenório.

Jeferson Morais faz críticas ao prefeito Cícero Almeida, no plenário da ALE

Foto de Olívia de Cássia
Olívia de Cássia – Repórter

Ainda na sessão de ontem, 23, o plenário da ALE parecia a Câmara de Vereadores. Na hora das explicações pessoais , o deputado Jeferson Medeiros (DEM) lamentou o descaso em que se encontra a capital alagoana e disse que o prefeito (Cícero Almeida) esqueceu a cidade.

Jeferson usou sua intervenção para falar do problema da iluminação pública de Maceió. Ele disse que a orla da capital está às escuras e que a taxa de iluminação é incompetente para resolver o problema.

“A Pajuçara e a Ponta Verde estão na mesa situação (de Jaraguá). Pessoas que vão fazer caminhada estão sendo assaltadas. A Sima (Secretaria de Iluminação de Maceió) recebe a taxa (de iluminação) e não troca as lâmpadas”, reclamou Morais.

Jeferson também reclamou do trânsito de Maceió e disse que há congestionamentos “e os guardas estão parados, na saúde, o PAM Salgadinho, semana passada ficou fechado por falta de energia”. Ele questionou a reeleição e disse que ela não é benéfica para o Executivo, ‘traz problemas, há acomodação e desleixo’, criticou.

Em aparte, o deputado Sérgio Toledo (PDT) disse que há dias passados falava do problema da iluminação pública. “Temos a orla mais bonita, mas o trânsito é um problema, é impressionante, não existe calçada, elas viram ponto de comércio, é preocupante. São críticas construtivas”, disse Toledo.

Jeferson Morais disse que o prefeito Cícero Almeida tem a “resumida capacidade de receber qualquer criticas”.

Durante a abertura da temporada de cruzeiros da capital, no Porto de Jaraguá, realizada na manhã desta quinta-feira (24), o prefeito ‘lembrou’ ao parlamentar sua trajetória e declarou que sua ascensão à vida política foi inspirada nele (prefeito), que o mesmo foi seu parceiro na televisão à frente de programas policiais e que as críticas ao seu governo só começaram.

“Sou desleixado por que fiz um grande trabalho à frente da Prefeitura de Maceió, desleixado e ele se inspirou em mim para iniciar sua vida política, desleixado e ele (Jeferson Morais) passou um ano e meio trabalhando na política ao meu lado. As críticas virão e eu vou deixar que eles falem. Deixa eles aproveitarem esses 12 meses que faltam,” respondeu Almeida. Na sessão da ALE de hoje o assunto foi retomado.

Projeto Bolsa de informação Agropecuária foi aprovado na ALE

Olívia de Cássia - 23-11-2011
Olivia de Cássia - Repórter

Em sessão extraordinária realizada na tarde de ontem, com a presença de 17 deputados, o plenário da Assembleia Legislativa aprovou, em regime de urgência, o projeto do gabinete do governador que institui a Bolsa de Informação Agropecuária, de origem governamental.

O deputado Gilvan Barros (PSDB) disse que vê com bons olhos “esta bolsa que o governo manda para esta Casa. A aftosa vinha prejudicando (os criadores), Ninguém imagina o que poderia ter acontecido se o projeto não tivesse sido aprovado”, argumentou. O governo enviou o Projeto de Lei à Casa de Tavares Bastos no início deste mês.

O Projeto de Lei que cria a Bolsa de Formação em Defesa Agropecuária deve beneficiar os servidores efetivos da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal) e estará disponível para os servidores da instituição que atenderem a alguns requisitos, entre eles os seguintes: ter cumprido, no mínimo, 90% da carga horária mensal de trabalho; estar desempenhando suas atividades na Agência; obter, no mínimo, 80% de frequência nos cursos e treinamentos oferecidos ou autorizados pela Adeal.

A bolsa terá validade até o ano de 2012 e os recursos investidos serão oriundos do próprio Estado. O Projeto de Lei aprovado na ALE também cita que a bolsa tem como objetivo a formação e qualificação dos servidores para melhoria dos serviços oferecidos pela Agência. Agora o Projeto de Lei retorna para sanção do governador Teotonio Vilela.

Prefeito Kil é entrevistado na TV Assembleia

Por Olívia de Cássia

O prefeito de União dos Palmares, Areski Omena de Freitas Júnior, o Kil, foi o entrevistado desta segunda-feira, 21, no Programa Frente a Frente, da TV Assembleia, pela jornalista Goreti Lima.

Na oportunidade o prefeito falou da programação do dia 20 de novembro em União, de planos e projetos que a prefeitura está realizando para a melhoria da população palmarina.

Kil disse que existe uma emenda do senador Renan Calheiros para contemplar as melhorias no acesso à Serra da Barriga.

Em recente entrevista à imprensa, o prefeito disse que a cidade era muito carente na área de saneamento, mas observou que prefeitura está investindo no saneamento e calçamento de União, disse o prefeito.

Destinação de emendas parlamentares gera debate no plenario da ALE

Olívia de Cássia
Olívia de Cássia – Repórter

A destinação das emendas parlamentares foi amplamente discutida no plenário da Assembleia na tarde desta quarta-feira, 23. O deputado Dudu Holanda (PSD) usou a tribuna da Assembleia para cobrar policiamento no bairro de Jaraguá e para cobrar a liberação das emendas parlamentares do governo do Estado.

Dudu Holanda cobrou do Comando de Policiamento da Capital para que seja atendida a solicitação de segurança no bairro de Jaraguá. Ele disse que o major Casado é professor da FAL (faculdade que funciona no bairro de Jaraguá) e que tem buscado reforço para o policiamento.

Sobre a questão da liberação das emendas, o deputado Jota Cavalcante (PDT) disse que na sessão especial sobre orçamento, acontecida na manhã desta quarta-feira, 23, a questão foi amplamente discutida com o secretário de Desenvolvimento Luiz Otávio, que esteve na ALE para explicar a peça orçamentária do Executivo. “Advogo que no relatório nós deveríamos cobrar do governador a questão das emendas”, observou.

O deputado Sérgio Toledo (PDT) destacou que as emendas parlamentares têm uma importância não só para os parlamentares, mas também para as bases. Ele ressaltou que as emendas vão ser destinadas aos municípios e entidades, o deputado indica o destino, mas que o governo não vai liberar o dinheiro.

“Nos cinco anos de Téo (governador) em nenhum ano ele honrou as emendas. Chega lá (no palácio) e a verba é remanejada para outras atividades do governo e mais uma vez o governo está dizendo que não vai honrar. Eu vou brigar para que as emendas sejam pagas”, disse o pedetista.

Em aparte, o presidente da Comissão de Orçamento, deputado Gilvan Barros (PSDB) disse que os deputados não podem aceitar que o Executivo não cumpra seu papel. “Sou da bancada do governo, mas não podemos abrir mão de que o Executivo não pague, não pagando é mais um desgaste que o governo sofre”, admite Gilvan Barros.

Ele disse que advoga “e espero que (o governo) pague as emendas dos parlamentares para que possa contemplar os municípios e as entidades que fazem um trabalho sério. Apelo para que o governo do Estado pague, a matéria é justa”, observa.

Deputado Ronaldo Medeiros denuncia crime de agricultor em Penedo

Olívia de Cássia – Repórter

O deputado Ronaldo Medeiros (PT) foi o primeiro parlamentar a fazer uso da tribuna da Assembleia, na sessão de ontem, 23, na hora do expediente. Com a presença de 22 deputados no plenário, ele denunciou o assassinato do agricultor Marcelo Brandão da Silva, ocorrido no dia 12 de novembro, no município de Penedo.

Segundo o deputado do Partido dos Trabalhadores, a motivação do crime teria sido a posse de terras na Ilha do Jegue, onde residem 27 famílias de posseiros. Medeiros afirmou que o assassinato do agricultor foi um crime anunciado.

“O crime do agricultor Marcelo Brandão foi o terceiro atentado sofrido pela vítima, que chegou a pedir para ficar presa, pois só assim teria sua vida garantida; mesmo assim o delegado de Penedo (Rubens Natário) não tomou nenhuma providência para que este crime não acontecesse”, protestou o deputado.

Segundo o petista, estas famílias de posseiros da Ilha do Jegue residem e plantam lavoura de subsistência, criam animais domésticos e algumas poucas cabeças de gado, bem como pescam; atividades estas, que lhes garantem a sobrevivência.

O deputado acrescentou ainda que, de acordo com os relatos que lhe chegaram, o crime foi praticado por pessoas ligadas a Luziene Idalino. Ele disse ainda que acompanha o caso há mais de dez anos e que a próxima audiência sobre o caso acontecerá no dia 30 de novembro, na Comarca de Penedo. .

PARA ENTENDER O CASO

Em 1999 Euclides Idalino Vasconcelos e seus familiares, proprietários de uma fazenda denominada Ilha das Ervas, que se localiza na parte continental do município de Penedo, decidiram propor uma ação de reintegração de posse com a finalidade de agregar a Ilha do Jegue à fazenda Ilha das Ervas.

“O processo de reintegração tramita na comarca de Penedo desde o ano de 1999 e a partir de abril desse mesmo ano, uma filha de Euclides passou a ser a representante da família junto à ação de reintegração”, conta Ronaldo Medeiros .

O deputado observa que, a partir da entrada no processo de Luziene Idalino, “uma fazendeira que tem muitas terras em Penedo, aquelas 27 famílias vivem dias de horrores”. O assassinato do agricultor Marcelo Brandão da Silva aconteceu no último dia 12 de novembro, depois de o agricultor ter sofrido três atentados.

Outro posseiro, de nome Francisco, também teve uma porta de vidro de sua residência alvejada por duas oportunidades, gerando além do prejuízo financeiro, grande apreensão em sua família.

APARTE

Em aparte ao depoimento do petista, o deputado Gilvan Barros (PSDB) disse que a denúncia do deputado Ronaldo Medeiros é grave. “Tenho certeza que a cúpula da segurança e o governador (Teotonio Vilela) não compactuam com isso. Sou da bancada do governo, mas é preciso garantir que essas pessoas tenham o direito assegurado, Penedo é o berço da cultura, a violência não condiz com o povo da cidade”, disse Barros.

O deputado Ronaldo Medeiros retomou sua fala e disse que esteve com o delegado Marcílio Barenco e foi bem atendido pelo delegado. “Imediatamente ele adotou alguma medida e disse que o policial já é conhecido pela cúpula da segurança”, finalizou.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Deputado diz que vê dificuldades nas Emendas parlamentares

Por Olívia de Cássia

Na sessão de ontem, 22, na Assembleia Legislativa, o deputado Joãozinho Pereira (PSDB) falou de uma matéria jornalística informando que R$ 300 mil de cada parlamentar foram destinados a entidades desconhecidas. Segundo Joãozinho, "a emenda do parlamento alagoano não sai. A gente vê parlamentares federais destinarem recursos e o dinheiro chega. Sou da bancada (do governo), mas não posso deixar de criticar quando há necessidade", destacou.

Em aparte, o deputado Judson Cabral (PT) defendeu a chamada Emenda 29 (que tramita no Senado) e sugeriu que se avance na investigação quanto à aplicação dos recursos públicos nos municípios. "Nós temos sido manchetes devido aos escândalos", disse Cabral.

O QUE É A EMENDA 29

A Emenda 29, que tramita no Senado Federal, obriga a União a gastar o equivalente a 10% de suas receitas correntes brutas em saúdeo nos âmbitos da União, dos estados e municípios. A Emenda esclarece ainda que tipo de gastos podem ser considerados investimentos na saúde, para evitar que os recursos sejam usados para outras finalidades. (Com Sessão Pública)

PSDB debate desafios das cidades brasileiras em Alagoas

Gabriela Rodrigues - Assessoria

Líderes do PSDB discutem em Alagoas na próxima sexta-feira, dia 25, os destinos da gestão pública federal e da administração dos mais de cinco mil municípios brasileiros, no seminário “Desafios do Brasil, Desafios das Cidades”, das 9 às 12 horas, no salão de eventos do Hotel Ponta Verde. De acordo com o presidente estadual do PSDB, Claudionor Araújo, o seminário é um evento relevante para o partido por enfocar os desafios das cidades brasileiras, “o ponto onde tudo começa”.

“É uma oportunidade de conhecer e debater o assunto com pessoas qualificadas, que podem tratar com profundidade a temática das cidades, pelo profundo conhecimento que possuem sobre o tema, pelo histórico de liderança e pela vivência política”, avalia o presidente do partido. Claudionor destaca a participação de líderes nacionais do PSDB que trarão para Alagoas temáticas consideradas prioritárias na pauta do partido para as eleições municipais de 2012.

O seminário, promovido pelo Diretório Nacional do PSDB em parceria com o PSDB Alagoas e coordenado pelo deputado federal Rui Palmeira (AL), terá participação do presidente nacional do PSDB, deputado federal Sérgio Guerra, que profere palestra sobre “Articulação Tucana no Brasil: Balanço de 2011 e Perspectivas para 2012”.
Em sua fala, o presidente realizará uma breve avaliação e discorrerá sobre a atuação nacional do partido para o ano de 2012, a ser marcado por eleições municipais.

Ex-senador, Guerra ocupa pela segunda vez a presidência do PSDB.

O evento também terá palestras dos deputados federais Duarte Nogueira (SP), líder nacional do PSDB na Câmara dos Deputados, e Antonio Imbassahy (BA), ex-prefeito da cidade de Salvador, apontado por pesquisas como o melhor prefeito entre as capitais do Brasil.

O deputado Duarte Nogueira, profere palestra com o tema “Parlamentares do PSDB e o Desafio do Brasil”. Na Câmara, Nogueira tem se notabilizado pela condução da bancada tucana e pela defesa dos princípios institucionais de exercer fiscalização com rigor sobre o governo e apontar caminhos e soluções para os principais desafios nacionais.
Já o deputado federal Antonio Imbassahy vai abordar o “Desafio da Gestão das Cidades”, tratando de tópicos essenciais para a questão da administração eficiente nos municípios brasileiros.

O deputado federal Rui Palmeira destaca os objetivos do evento: “Queremos fazer uma reflexão das ações da bancada no Congresso e debater o desafio da gestão das cidades brasileiras, tendo em vista que 2012 é um ano em que esta discussão se amplificará em todo o país. Especialmente em Maceió, este será o primeiro de um amplo ciclo de debates que queremos fazer ouvindo toda a sociedade, no sentido de buscarmos soluções para os problemas de nossa capital”, diz o parlamentar, que é pré-candidato à prefeitura da capital alagoana.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Deputado protesta contra índices negativos na educação em Alagoas

Foto de Olívia de Cássia-25-10-2011
Olívia de Cássia, com Camila Ferraz

O deputado Ronaldo Medeiros (PT) usou a tribuna da Casa de Tavares Bastos na sessão desta terça-feira (22), para protestar sobre os índices negativos da educação no Estado. Ele usou sua fala para fazer um apelo ao Governo do Estado, no sentido de que haja mais investimento na educação de Alagoas, visto que o Estado continua liderando no número de analfabetismo.

Segundo Medeiros, a educação é a política pública que transforma e cria oportunidades: “sem ela estamos criando uma geração sem perspectiva. Sem educação estamos criando marginais, porque as crianças não estão tendo oportunidade de ter um aprendizado”, observou o deputado.

O líder do Partido dos Trabalhadores na ALE ressaltou em seu pronunciamento que a violência que hoje assusta os alagoanos não é a causa “é a consequência, de um estado sem educação” Ele destacou que quem estuda na universidade federal hoje é o filho do rico, “pois o filho do pobre que tem a base no ensino público, não consegue passar num vestibular para uma federal, isso é lastimável”, disse Ronaldo.

Segundo Medeiros, o Governo do Estado tem que construir novas escolas e reorganizar as existentes. Ele citou como exemplo que a maioria das escolas possui computadores, salas até bem equipadas, mas observou que o Estado não tem o profissional, o monitor ou educador para ensinar informática aos alunos.

“Algumas escolas já trocaram os computadores por outros mais novos, mas, até então, nada dos equipamentos serem usados pelos alunos”, completou.

O deputado ainda ressaltou que pessoas que não sabem utilizar um computador estão fora do mercado de trabalho.

“O governador quer investir no Estado, com estaleiro e com grandes indústrias, mas, apelo que invista principalmente na educação, na qualidade do ensino, pois, não é só reformar as escolas, é necessário ter um bom projeto pedagógico, tecnologia, bons profissionais, só assim o filho do pobre vai ter a mesma oportunidade do filho do rico”, finalizou Medeiros.

PCC DOS SERVIDORES

Ronaldo Medeiros apelou ainda que a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa cumpra o Plano de Cargos e Carreiras - PCC - dos servidores da ALE que trabalham diariamente na Casa. “Nós queremos que este parlamento resolva de uma vez por todas a situação desses servidores que trabalham incansavelmente para o funcionamento da Assembleia”, finalizou.

Filas no recadastramento em União dos Palmares deixam eleitores chateados

Fotos de Olívia de Cássia-22-11-2011
Olívia de Cássia – Repórter

O último dia agendado pela Justiça Eleitoral para o término do recadastramento biométrico dos eleitores da 21ª Zona Eleitoral (União dos Palmares e Santana do Mundaú) foi de muita fila, calor e reclamação. Os eleitores retardatários se aglomeraram no interior e defronte ao Fórum Eleitoral Desembargador Ernande Lopes Dorvilée, formando filas enormes. Uma delas foi até o viaduto, no Centro da cidade, depois da Praça Antenor de Mendonça Uchôa, próximo à Lanchonete e se formou ainda na madrugada, segundo as pessoas que estavam no local.

Teve eleitor que chegou às três horas da manhã para garantir o lugar. Ao meio dia de hoje, 22, muita gente ainda não tinha sido atendida. Os retardatários reclamavam da desorganização da instituição, pois as fichas não foram distribuídas para todos e às 14h o policial que faz a segurança do local anunciou que não seria entregue mais fichas e que no final da tarde, se desse, atenderia as pessoas sem-ficha.


Seu Sebastião Lourenço dos Santos disse que chegou às três horas para guardar o lugar para a esposa e ao meio dia e meia ela ainda não tinha sido atendida. “Eu cheguei aqui às três horas, peguei a ficha de número 76 e minha esposa ainda não foi atendida. Meu título não é daqui, é de Campinas, mas eu só voto num único homem, o Lula (ex-presidente)”, disse ele.

O motivo da correria para o recadastramento eleitoral em União dos Palmares é que, além da obrigatoriedade do voto, muita gente carente depende do Programa Bolsa Familia e precisa atualizar o documento. Outra questão é que sem o título eleitoral a pessoa não pode prestar concurso público. A esperança de quem não conseguiu se recadastrar no dia de hoje é que a Justiça Eleitoral prorrogue o prazo. A repórter do blog foi três vezes à cidade e não conseguiu fazer o recadastramento, por conta das longas filas.

Outro senhor que não quis se identificar observou que se o voto fosse facultativo, "queria ver se a fila estava desse jeito". O homem observou que “eles (Justiça Eleitoral) deviam ter feito com agendamento, como foi feito em Maceió, para facilitar a vida da gente, outra coisa é que devia ter recadastramento em outros locais também. Só no fórum fica esse amontoado e a gente fica prejudicada, porque falta ao trabalho e ainda tem que passar por isso: fome, calor e atropelo”, reclamou.

Pela harmonia e convivência pacífica

Foto de Olívia de Cássia
Olívia de Cássia - jornalista

Uma tarde quente essa de hoje. Daqui a pouco viajo para União dos Palmares. Estou aguardando uma carona e enquanto espero divago em pensamentos. A vista já não ajuda muito, os olhos lacrimejam e tenho dificuldades para ajustar o foco. A danada da miopia me incomoda e quando chega a idade avançada, as complicações aumentam. Paciência.

Ontem liguei para Jam, para saber como ele está de saúde. Fazia tempo que a gente não conversava; pela voz dele deu para perceber que não está muito bem. A voz arrastada transmitindo um pouco de dor. Me disse que viajou e onde estava teve uma crise renal; teve que voltar. É sério o problema de cálculo renal, ele deve passar por mal bocados com isso.

Já não sofro mais com a ausência dele, o tempo vai tratando de acomodar os sentimentos, desviar a gente e encaminhar o pensamento e o foco da vida para outras situações. Temos que seguir em frente, deixar os problemas de lado ou enfrenta-los de forma amadurecida.

Não dá mais para ficar lamentando o que perdi, pois o passado não volta, mesmo que a gente sinta saudade de algo ou de alguém. Saudade, dizem os poetas, é uma expressão apenas da língua portuguesa, é um sentimento único nosso.

Em outros tempos a notícia da saúde de Jam me deixava desesperada, eu não tinha controle sobre isso. Tomara que ele fique bem e tenha sorte na vida. Restou um carinho, uma amizade e a lembrança dos bons momentos que nós tivemos juntos.

Não adianta remoer mágoas e ressentimentos, isso faz mal para a alma da gente. Perdoar é sublime. Não digo que eu tenha esquecido ou deletado de mim toda a nossa história, eu estaria mentindo se afirmasse isso. Procuro encarar a realidade como algo que foi e é inevitável.

Mais um dia 20 de novembro passou e cada ano a festa da Consciência Negra acontece de forma diferenciada. As energias da gente se renovam e há na Serra da Barriga uma energia que nos purifica.

Eu me sinto mais leve e feliz, me encanto quando subo lá; um local que presenciou tanto combate, tanta luta e desejos de liberdade, planos e batalhas por uma sociedade mais justa, livre do preconceito, dos grilhões e das amarras.

A Serra da Barriga é um solo sagrado, um templo onde estão depositados tantos segredos, magia, confrontos e dores. A luta de Zumbi e seus guerreiros e guerreiras deveria ser um exemplo para que muita gente se refaça, se livre da opressão e das amarras culturais.

Precisamos de um mundo de paz e harmonia, onde o convívio dos contrários seja possível, onde reine a tolerância e o amor fraterno. Não dá mais para a gente conviver com tanta violência e intolerância, seja ela religiosa ou de qualquer tipo. A sociedade vive amedrontada e insegura.

A construção da paz começa dentro de cada um de nós, a partir do momento que aceitamos e passamos a respeitar o outro, o nosso próximo que pensa e é diferente de nós. Ninguém é obrigado a ser igual, mas onde existe o respeito, há também a harmonização e aconvivência pacífica.

É possível a gente viver sendo mais compreensivo e observando as diferenças. Existe uma situação menos dolorosa quando há compreensão, tolerância, maturidade e seriedade de propósitos.

Tenho refletido muito sobre isso: O 20 de novembro faz a gente perceber a multiculturalidade do nosso povo alegre. Uma prova de que onde existe cultura, existe alegria e bem viver.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Dia da Consciência Negra foi comemorado com festas e inauguração, em União dos Palmares

Fotos de Olívia de Cássia
Representante da Fundação Palmares reclamou de boicote por parte da Prefeitura às atividades na Serra da Barriga

Olívia de Cássia – Repórter

O Dia da Consciência Negra, comemorado neste domingo, 20, em homenagem ao herói nacional Zumbi, foi de muita festa, discursos, corrida, inauguração e shows, em União dos Palmares. A Serra da Barriga foi o centro das atenções do movimento negro, simpatizantes e ativistas culturais do País e do mundo e local onde se apresentaram vários grupos culturais do Estado.

Na abertura do evento, a representante do Escritório da Fundação Palmares em Alagoas, Genisete de Lucena Sarmento, que assumiu o cargo há três meses, disse que houve boicote por parte da prefeitura de União às atividades na Serra. Genisete pediu desculpas aos presentes pelos atropelos ocorridos no evento e disse que ano que vem a situação vai mudar e que o dia 20 será construído a partir do dia 6 de fevereiro.

No palanque da festa, no Parque Memorial, Genisete desabafou: “Estamos sofrendo boicote do gestor de União dos Palmares. Hoje é um dia de celebração, estamos sendo boicotados pelo prefeito do município. Parece que vivemos em um engenho e em uma senzala. Quero dar boas vindas a todos e todas e fazer o convite da celebração e libertação”, disse ela, agradecendo à parceria do governo do Estado, na pessoa do secretário de Cultura Osvaldo Viégas, que representou o governador do Estado na festa.

A reclamação da representante do Escritório da Fundação Palmares foi pelo não comparecimento do prefeito Areski Omena de Freitas, o Kil, ao evento na Serra. No sábado, segundo informações recebidas pela reportagem, o prefeito teria feito uma reunião com assessores e segundo se comentou na cidade, Kil proibiu que fossem à Serra prestigiar o evento.

Areski não mandou representante e nem o secretário de Cultura, Elson Davi, compareceu, mesmo num evento do porte da celebração do Dia da Consciência Negra. A reportagem apurou que neste domingo, tanto o prefeito quanto o secretário estavam na cidade, ao lado do ex-governador Manoel Gomes de Barros, na inauguração da estátua de Zumbi, na Praça da Alimentação.

No sábado à noite, o prefeito e o secretário estavam na Praça Basiliano Sarmento. O secretário como vocalista da banda Escrúpulo Douda e o prefeito no camarote armado para o evento, em frente ao palanque da praça, onde se apresentaram bandas patrocinadas pela Prefeitura de União.


O secretário de Cultura, Osvaldo Viégas, não quis comentar o assunto e disse que o prefeito Kil sempre teve um bom relacionamento com o Governo do Estado. “Prefiro não fazer juízo de valor sobre a questão, primeiro quero me informar dos fatos. Fiquei surpreso com a informação, pois sempre tivermos um bom relacionamento (o governo do Estado), com o prefeito Kil”.

Viégas disse que o Governo do Estado não compactua com qualquer tipo de preconceito. “Celebramos hoje Zumbi, o herói nacional. A sociedade precisa melhorar e está melhorando. Vivemos um tempo de uma sociedade sem preconceito e ano que vem será o centenário da quebra de Xangó (O Quebra, onde terreiros foram destruídos no Estado). Diversidade é o patrimônio que nós temos. Viva a luta libertária de Zumbi”, reforçou Viégas.

O deputado João Henrique Caldas (PTN) esteve na Serra da Barriga com sua assessoria e comentou o incidente: “Esse é um momento suprapartidário, é o momento de encontro da liberdade, de juntar as energias para o bem. É um absurdo não ver quase nenhuma autoridade aqui”, disse JHC. O deputado do PTN disse também que falta comprometimento dos homens públicos com a causa de Zumbi. Ele avalia que o local deve ser visitado e valorizado todos os dias e não só no dia 20 de novembro.

“Este ano é a terceira vez que venho à Terra de Zumbi. Ele foi um guerreiro sobre o poder de uma coroa que usava meios arbitrários, ele era um guerreiro”, repete João Henrique, que por meio de sua assessoria distribuiu um panfleto no local, reproduzindo um outdoor que foi colocado em vários locais na subida da Serra da Barriga, onde diz que “devemos ter consciência que somos iguais não só hoje, mas todos os dias”.

A reportagem tentou contato com o prefeito e o secretário Elson Davi, mas os telefones estavam desligados.

ATIVIDADES NA SERRA DA BARRIGA COMEÇARAM CEDO


As atividades comemorativas ao herói do Quilombo dos Palmares, o maior e mais importante que existiu no País, começaram logo cedinho, às quatro da manhã, quando representantes de religiões de matrizes africanas fizeram o culto aos orixás, já tradicional na festa da Consciência Negra.

Pela manhã teve uma corrida onde os atletas saíram da Prefeitura de União e percorreram nove quilômetroso até o topo da serra. O vencedor foi John Lenon Fabiano da Silva, que chegou em primeiro lugar. Ele levou 32 minutos para chegar à Serra.

Uma reclamção de alguns organizadores da festa da Consciência Negra é que por conta do boicote do prefeito ao evento, ao invés de as medalhas serem entregues no palanque, ou dentro do parque, foram entregues do lado de fora do portal, gerando um certo constrangimento para os atletas, que se sentiram desprestitiados.

O Parque Memorial Quilombo dos Palmares estava todo tematizado: em lugares estratégicos do local foram colocados manequins vestidos e paramentados com os trajes representando cada orixá ou entidade religiosa da matriz africana, chamando a atenção dos visitantes que fotografaram e se deixaram fotografar próximo de cada um.

Um cortejo de diversos seguidores das religiões de matrizes africanas percorreu um trecho da subida da Serra da Barriga e finalizou no Parque. A cerimônia contou com a participação de homens, mulheres, autoridades, pais e mães de santo, seguidores da religião afro e crianças que saudaram os visitantes com banho de cheiro e muito batuque. O cortejo religioso terminou às 9h50, quando foi dado início à festa, com o cerimonial no palanque foi armado para apresentações de grupos culturais.

Faltou energia várias vezes no palanque e o fornecimento de água também estava precário, o que dificultou a limpeza dos banheiros.

A representante do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Sandra Lira, disse que o 20 de novembro é significativo para a história mundial e um marco da história da luta de Zumbi. “Devemos reconhecer a nossa multiculturalidade, o momento é de representação da história da humanidade e da construção de uma sociedade mais justa”, destacou Sandra Lira.

A superintendente do Incra, Lenilda Lima, disse que o Incra fez recentemente a primeira imissão de possa da comunidade Tabacaria, uma comunidade quilombola e observou que há no Estado 66 comunidades reconhecidas nesse patamar.

Já a secretária de Cultura de Viçosa, Carina Padilha, observou que Viçosa teve participação na história do Quilombo dos Palmares e que espera que as leis sejam realmente cumpridas por essa causa e que a história alcance um patamar maior.

A ialorixá Mãe Neide Oyá d´Oxum deu a bênção aos presentes convidando outras representantes da religião para subirem ao palanque. Mãe Neide também comandou a banda composta por crianças do povoado da Santa Fé, que participaram do cortejo religioso e fizeram várias apresentações no evento.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Consciência negra

Foto de Olívia de Cássia - 13-11-2011
Olívia de Cássia - jornalista

Neste domingo, 20, comemora-se em todo o Brasil o Dia da Consciência Negra, em homenagem ao herói negro Zumbi.

Em todo o País serão feitas comemorações, mas o mundo se volta para a Serra da Barriga, em União dos Palmares, local onde se estabeleceu o maior e mais importante quilombo do País.

A Lei 12.519, sancionada pela presidente Dilma Rousseff, instituiu o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra, a ser comemorado oficialmente, em todo o território nacional, no dia 20 de novembro.

Com a sanção presidencial, a data passa a valorizar ainda mais a memória do líder de Palmares como símbolo de luta pela liberdade e pela dignidade do povo negro.

A Serra da Barriga, em União dos Palmares, é uma terra encantada e sagrada, onde repousam os nossos ancestrais, guerreiros e agora também, as cinzas do ativista, jornalista, ex-deputado federal e ex-senador Abdias Nascimento, que descansa no local junto com Dandara, Zumbi Alquatune e tantos outros reis rainhas lutadores pela causa da liberdade e da democracia racial.

O local para deposição das cinzas foi escolhido pelo próprio Abdias, pioneiro na luta contra o racismo no Brasil, incansável lutador pela democracia, igualdade racial e união entre os povos. Certamente será mais visitado, pela importância que Abdias teve na construção de um mundo mais justo para todos.

A cerimônia de aposição das cinzas do ativista foi um ato emocionante que marca ainda mais a história do quilombo.

As cinzas foram colocadas próximo à Lagoa Sagrada, junto a uma muda de baobá, árvore sagrada para o movimento negro, assim como a gameleira branca.

Muita gente, principalmente a juventude ainda precisa estudar mais e conhecer a história do Quilombo dos Palmares e a importância da epopeia de Zumbi para a história mundial.

Abdias Nascimento era um estudioso e participante dessa luta, um homem que lutou sobretudo contra a discriminação racial.

Assim como Zumbi, Adias lutou por uma sociedade mais justa, livre das amarras, das correntes e pelo desenvolvimento do País.

Neste dia 20 queremos reverenciar e saudar a todos os heróis e heroínas que deram suas vidas lutando por democracia e liberdade. Viva a liberdade, viva Zumbi!

Mupa abre exposição inédita do pintor alagoano José Zumba

Foto da assessoria
A exposição é dividida em quatro ambientes, elaborados pelo artista visual e curador da exposição, Denis Matos

Valéria Guimarães

Com o objetivo de homenagear o pintor que marcou a história das artes plásticas em Alagoas, a Secretaria de Estado da Cultura (Secult) abriu nesta quinta-feira (17), no Museu Palácio Floriano Peixoto (Mupa), a exposição “Zumba, um pintor negro para o Brasil”.

Esta exposição traz uma coletânea de 85 telas do pintor alagoano José Zumba. A mostra, inédita, tem o acervo cedido por 29 colecionadores e que agora poderá ser apreciado pelo público em geral, reúne o trabalho artístico de um dos mais importantes pintores negros do Brasil.

A exposição é dividida em quatro ambientes, elaborados pelo artista visual e curador da exposição, Denis Matos. No salão principal do Museu, apresenta uma visão geral do artista e em três salas, que tratam das temáticas: tipos regionais, paisagens e o folclore, bastante abordadas nas telas de Zumba.

Na cerimônia de abertura, o secretário de Estado da Cultura, Osvaldo Viégas, falou da representatividade da exposição durante o mês em que se comemora o Dia da Consciência Negra, (20 de novembro).

“A Secult abre a exposição em homenagem a Zumba, fazendo um registro desse momento de valorização e de reflexão sobre a diversidade da cultura de matriz afrodescendente, com as comemorações do Dia 20 de Novembro.”, declarou Viégas.

Ainda segundo o secretário, esta exposição ficará aberta até o 2 de fevereiro de 2012, esta data foi escolhida em alusão ao acontecimento histórico, denominado Quebra de Xangô, que ficou marcado pela intolerância e o desrespeito à cultura afro em Alagoas.

O secretário agradeceu ao diretor do Mupa, José Márcio Passos, pela dedicação para a realização do evento e, especialmente, aos colecionadores que colaboraram, oferecendo suas relíquias para a apreciação do público. “Agradeço em especial aos colecionadores que ajudaram na elaboração desse acervo ineditamente reunidos num mesmo espaço”, ressaltou.

O curador da exposição, Denis Matos, falou da emoção da realização da mostra. “Estou muito satisfeito com o resultado, essa exposição é a realização de um sonho, porque há tempos desejava mostrar o trabalho de Zumba com essa amplitude. Esse artista passou despercebido pelos outros governos e essa iniciativa da Secult resgata o rico trabalho de Zumba que dedicou sua vida à arte alagoana”, destacou.

A viúva do artista, Maria Júlia Zumba, prestigiou a exposição na companhia dos filhos, Abraão, Maria da Conceição e Débora e se emocionou ao rever as pinturas do marido. “Lembro-me de todas essas telas, de quando foram feitas, pois eu estava ao seu lado, era à noite que ele costumava pintá-las, em casa”, relembrou.

Para o filho de Zumba, Abraão, é uma satisfação esse reconhecimento. “Estamos muito felizes, é muito importante essa valorização e de manter viva a lembrança da arte do meu pai”, afirmou.

O empresário, Geraldo Gonçalves, é um dos colecionadores que cederam obras para compor a exposição, vinte das pinturas expostas na mostra vieram de seu acervo pessoal, ele falou da satisfação em compartilhar a coleção.

“Para mim é uma satisfação participar dessa iniciativa. A maioria sobre as manifestações populares foi um dos pedidos de encomenda feita por mim ao próprio Zumba”, afirmou.

A abertura contou as participações do cantor Igbonan Rocha e do grupo o Grupo União Espírita Santa Bárbara, da Ialorixá Mãe Neide Oyá D’Oxum e Milton Souza, com a apresentação representativa das danças de orixás.

Alagoas presta reverência ao herói negro Zumbi dos Palmares

Foto de Olívia de Cássia
Avenida Monsenhor Clóvis Duarte, Centro de União dos Palmares

Por Assessoria

As atividades comemorativas do Mês da Consciência Negra prosseguem nesta sexta-feira (18) em União dos Palmares, berço do herói da resistência à escravidão, Zumbi dos Palmares. A programação tem como ponto principal as homenagens do próximo domingo (20), Dia Nacional da Consciência Negra, no Parque Memorial Quilombo dos Palmares, na Serra da Barriga, onde autoridades, grupos religiosos, quilombolas, integrantes do movimento negro e a população, em geral, prestam reverência a Zumbi.

Nesta sexta, as atividades começam às 15h na Quadra Municipal o Grupo Brilho da Paz, Coco de Roda Alto do Cruzeiro e Guerreiro União; às 20h, se apresentam as bandas Dunah e The Prisma.

No sábado (19), a Praça Brasiliano Sarmento comanda a festa da Consciência Negra, com apresentação das bandas de reggae Escrúpulo Douda, Jah Love e Edson Gomes.

As homenagens do dia 20 de Novembro começam ainda de madrugada, quando, às 4h, religiosos de matriz africana fazem oferendas na Serra da Barriga. Na sequência, o ato Ìségún Káwójuba, cortejo de reverência e saudações aos antepassados, marca a abertura do Parque Memorial Quilombo dos Palmares.

Às 8h, haverá a XXX Corrida da Consciência Negra, da Prefeitura Municipal de União dos Palmares à Serra da Barriga; na sequência, às 9h, o Parque Memorial receberá homenagens aos heróis quilombolas, seguido da Grande roda da Paz, dentro da programação da Rota da Capoeira.

À tarde, a partir das 14h, será inaugurada a Estátua de Zumbi dos Palmares, na Praça de Alimentação, na região central de União, onde também haverá desfile Cívico na Avenida Monsenhor Clóvis Duarte.

À noite, a programação artística encerra as comemorações no Palco 20, na Praça Basiliano Sarmento, onde se apresentam as bandas Raízes de Zumbi e Tribo de Jah (MA) e o cantor jamaicano Clinton Fearon.

As ações do Mês da Consciência Negra são promovidas pela Prefeitura Municipal de União dos Palmares, em parceria com o Governo de Alagoas e a Fundação Cultural Palmares.

Fonte: Agência Alagoas

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Sessão é suspensa na ALE devido a protesto de servidores

Foto de Olívia de Cássia
Com o plenário fechado, a sessão ordinária desta quinta-feira, 17, não aconteceu na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE)

Vanessa Alencar/Alagoas24horas/

Com o plenário fechado, a sessão ordinária desta quinta-feira, 17, não aconteceu na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE). Segundo informações do deputado Ronaldo Medeiros (PT), no começo da tarde a assessoria da presidência da Casa de Tavares Bastos informou aos parlamentares que não haveria sessão devido ao protesto realizado pelos servidores.

Nesta manhã, o que deveria ter sido uma reunião de rotina do Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo (SSPLAL) quase terminou em tumulto, tudo porque os portões do Poder Legislativo ficaram fechados até por volta de meio-dia, impedindo o acesso de qualquer pessoa ao prédio público.

Os cerca de cem servidores que ficaram na porta da Casa alegaram que os portões foram fechados por determinação da Mesa Diretora da ALE, para que a reunião não ocorresse. Os servidores iriam se reunir para discutir, mais uma vez, a implantação do Plano de Cargos e Carreiras (PCC) da categoria.

Em entrevista ao Alagoas24horas, o deputado Ronaldo Medeiros (PT), que acompanhou a movimentação dos servidores durante todo o dia, afirmou que a forma como a sessão foi suspensa ‘não é normal’.

“Devíamos ter vindo ao plenário e, caso não houvesse condições de trabalho, aí sim a sessão seria suspensa. A Mesa Diretora deve garantir, de uma vez por todas, a implantação do PCC dos servidores”, disse o petista, frisando que defende a aplicação do plano somente para os servidores que efetivamente trabalham.

“A Assembleia não pode mais postergar a aplicação deste plano, que é legal e devido. Esse clima de insatisfação e insegurança, além de prejudicar os servidores, prejudica o andamento dos trabalhos na Casa em um momento crucial, quando o orçamento está sendo analisado”, alertou Medeiros.

O parlamentar lembrou ainda que, com a não implantação do PCC, o reajuste de 100% nos salários dos deputados, aprovado em maio passado na Casa, também não foi implantado, já que o presidente Fernando Toledo atrelou o aumento a implantação do PCC.

Manifesto


No final da manhã de hoje, os servidores da ALE divulgaram para a imprensa um manifesto com o objetivo de mostrar as irregularidades que estariam sendo praticadas no Poder Legislativo. Segundo o documento, a Casa recebe mais de R$ 10 milhões mensalmente e destina pouco mais de R$ 4 milhões para o pagamento da folha salarial.

No manifesto, os sindicalistas questionam o destino do restante do dinheiro e denunciam o não recolhimento do Imposto de Renda e contribuições previdenciárias descontadas mensalmente dos servidores; a falta de material de expediente e de condições gerais para o trabalho na Casa.

O presidente do SSPLAL, Ernandi Malta disse que, ao afirmar que só irá implantar o PCC em janeiro de 2012, a Mesa Diretora descumpre uma decisão judicial.

“Há muito tempo que a Mesa empurra o problema com a barriga. Nem mesmo a nivelação dos trabalhadores foi feita e nós não entendemos qual é a dificuldade em implantar o plano. Alguém está sendo omisso”.

Alguns instantes. Vivendo por aí...