quarta-feira, 31 de agosto de 2011

V Expoart Folclórica leva arte e cultura ao povoado Dourada

Fechando a programação da Semana do Folclore, a Secretaria Municipal de Educação de Viçosa promoveu uma tarde festiva ontem (30), no povoado Dourada. A V Expoart Folclórica envolveu toda a comunidade e trouxe ao povoado diversas manifestações artísticas.

O desfile das alas folclóricas, com alunos caracterizados de artistas da terra, como Fernando Alves, Audálio Honorato, e intelectuais da época, como Théo Brandão e José Aragão, enriqueceram a festa.

Também houve apresentação mirim de cavalhada, pastoril, xaxado, frevo, reisado, índios, do grupo de capoeira Candeias, do Guerreiro Riacho do Meio do Grupo da Terceira Idade Renascer, da banda Ritmos da Lata e do grupo de dança afro Gurgumba, além de dupla de palhaços. (Assessoria informando)


Exposição de Allan Monteiro


O artista plástico Allan Monteiro realizando exposição "INCETISISMO", na Galeria Sesc- Centro E avisa que ficará aberta à visitação até dia 30/09/2011. Os dias para visitação: segunda, quarta e sexta-feira, das 8h às 18h. Confiram matéria em outro posto do blog a respeito do trabalho de Allan.

Câmara de União presta contas à sociedade

Nesta quinta-feira, 1º de setembro, a partir das 9 horas, a Câmara de Vereadores de União realiza sessão pública para prestação de contas das atividades realizadas pela Secretaria Municipal de Saúde do município, no primeiro e no segundo trimestres deste ano.

Municípios terão direito a cartão para compras emergenciais

Foto de Olívia de Cássia - 21-6-2010
Os municípios atingidos pela tragédia das enchentes de junho do ano passado terão direito a cartão para compras emergenciais. Para isso foi assinado na tarde desta quarta-feira, 31, um Acordo de Cooperação Técnica entre o Banco do Brasil e o Ministério da Integração Nacional, para operacionalização do Cartão de Pagamento de Defesa Civil – CPDC.

O CPDC é um cartão de débito federal que permitirá compras de emergência para atender as populações atingidas por catástrofes, calamidades ou desastres. O lançamento foi feito na sede do Banco do Brasil em Maceió, por meio de videoconferência, que contou com a participação dos ministros da Integração Nacional, Fernando Bezerra de Souza Coelho, e Jorge Hage, da Controladoria-Geral da União.

Para aderir ao CPDC os municípios devem designar um gestor financeiro, para cuidar dos recursos repassados pelo Ministério da Integração Nacional e se inscrever no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, além de indicar um ou mais portadores para receber os cartões e realizar os pagamentos. Esses portadores devem ser servidores públicos ou ocupar cargo de secretário estadual/municipal.

Na ocasião foi entregue uma cartilha com informações a respeito da adesão ao CPDC. Ao término do encontro, os representantes do Banco do Brasil em Alagoas comprometeram-se de comparecer a cada um dos municípios representados no encontro para prestarem mais esclarecimentos sobre o cartão.

Também estiveram presentes o deputado João Henrique Holanda Caldas (PTN), presidente da Comissão Especial das Enchentes da Assembleia Legislativa de Alagoas, os coronéis Luiz Antônio, comandante do Corpo de Bombeiros; Gilson Romeiro, secretário Executivo da Defesa Civil Estadual; e Antonio Almeida, coordenador da Defesa Civil de Maceió, além de representantes dos municípios de União dos Palmares, Murici, Branquinha, Campestre, Quebrangulo e São Jose da Laje. (Com informações de Charlene Araújo)

Deputado Ronaldo Medeiros realizará reunião com concursados da reserva técnica da Eletrobras

Foto da Ascom - ALE

Nesta quinta-feira, a partir das 11h da manhã, acontece uma reunião com concursados da reserva técnica da Eletrobrasterá e o deputado Rnaldo Medeiros (PT), no auditório da Assembleia Legislativa de Alagoas, no térreo.

Segundo a assessoria do deputado, o objetivo da reunião é para que o deputado conheça de perto a situação de cada concursado e assim orientá-los acerca dos passos que devem seguir.

“Essa reunião será de extrema importância para os aprovados, e também servirá de subsídio para o encaminhamento da CPI da Eletrobras. Estou trabalhando e vou defender esses trabalhadores até o fim”, enfatiza Medeiros.

Catadores de material reciclável discutem criação de cooperativa com o prefeito Kil

Foto: Secom/PMUP
Catadores de material reciclaável que atuam no município se reuniram na ultima sexta-feira, 26, com o prefeito de União dos Palmares, Areski Freitas (PTB).

A reunião aconteceu no Centro Administrativo Dr. Antonio Gomes de Barros e teve o objetivo principal de tratar da formalização e da criação de uma cooperativa ou associação da categoria.

Na reunião, o prefeito garantiu ainda que a prefeitura dará todo apoio para a criação e construção da cooperativa e que não haverá interferência do poder público.

Segundo a assessoria, a prefeitura já iniciou há alguns meses o projeto do consórcio intermunicipal do aterro sanitário do lixo.

“Neste tempo também deu alguns passos para melhorar os problemas existentes no tratamento do lixo na cidade, como a colocação de uma cerca, uma guarita”, entre outras providências.

A assessoria da Prefeitura de União observa que o prefeito Kil recentemente autorizou a construção de um galpão que será utilizado para armazenar o material reciclável, recolhido pelos catadores.

Um dos problemas na implantação do projeto é a falta de documentos dos catadores. A maioria não possui sequer RG ou CPF e a prefeitura fará um cadastro para auxiliar na aquisição dos documentos.

GOVERNO FEDERAL

Um projeto do governo federal pretende a partir do próximo ano definir por lei o nome dos profissionais que coletam materiais recicláveis no lixo. Segundo a assessoria da Prefeitura de União, no município este processo já foi iniciado. (Com informações da Secom/PMUP)

Baque Alagoano está com inscrições abertas para oficina

O grupo de Maracatu Baque Alagoano está com inscrições abertas para oficinas que acontecerão neste mês de setembro, a cada sábado, iniciando neste sábado, dia 3 e prosseguindo nos dias 10, 17 e 24, no bairro de Jaraguá.

A taxa é de R$ 20 mais um quilo de alimento não-perecível, para cada um das oficinas. No caso da percussão há um limite de 50 vagas.

As inscrições podem ser feitas pelos telefones: 9326-0669 (Andressa) e 9997-4515 (Rômulo), com o interessado optando entre uma ou outra oficina.

Maiores informações também podem ser obtidas pelo endereço eletrônico baquealagoano@gmail.com ou no blog maracatubaquealagoano.blogspot.com.

Deputado questiona indicação da ALE para Conselho de Segurança Pública

Foto de Olívia de Cássia - arquivo
João Henrique Caldas não concordou com indicação feita pela presidência, sem conversar com as lideranças da ALE

Na sessão ordinária de ontem, 30, o deputado João Henrique Caldas (PTN) fez um apelo ao presidente da Casa, Fernando Toledo (PSDB), para discutir a forma de indicação do representante da Assembleia Legislativa no Conselho de Segurança Pública (Cesp).

JHC quer saber qual o sentimento da Casa, com relação à indicação do advogado Evilásio Feitosa da Silva para o Conselho e observou que a indicação deveria ter sido feita por meio de um amplo debate, devido à forma como aconteceu.

“A Indicação não pode ficar apenas na vontade do presidente, pois temos o princípio da colegibilidade, onde devemos externar a vontade do colegiado, do sentimento desta casa e não o contrário”, afirmou.

Segundo JHC, o questionamento a respeito da indicação de Evilásio Feitosa não é pela falta de competência do advogado para representar a Casa dentro do Cesp, mas que a representação deveria ter sido amplamente debatida, “para que não haja qualquer tipo de contestação futura”.

João Henrique explicou que pesquisou no Regimento Interno da Casa e não encontrou nada que mostrasse que seria de competência do presidente a indicação do nome do representante da Assembleia no Conselho de Segurança.

“Gostaria que Vossa Excelência se reunisse com as lideranças desta casa para discutir essa situação e legitimizar esta escolha”, disse o deputado, destacando que os parlamentares não podiam abrir mão desta prerrogativa.

Ao término do pronunciamento de JHC, o presidente da Casa, afirmou que estudaria o requerimento feito pelo deputado e avaliaria a possibilidade de debater o assunto com os demais parlamentares. (Com infrmações de Charlene Araújo - assessoria)

Sessão para discutir projeto Ação Mulher acontece na sexta-feira

Foto: Oivia de Cássia - arquivo

Deputado Judson Cabral é o autor do requerimento que propôs a sessão

No dia 2 de setembro, na próxima sexta-feira, a partir das 9 horas, a Assembleia Legislativa realiza sessão pública, no Plenário Tarcísio de Jesus, para discutir a “Campanha de Enfrentamento à ‘feminização’ da Aids e o lançamento do projeto Ação Mulher”.

A sessão é de autoria do presidente da quarta Comissão Permanente de Educação, Saúde, Cultura e Turismo, Judson Cabral, em parceria com o Instituto Feminista Jarede Viana.

Líder do governo pede que bancada vote contra requerimento de Medeiros

Foto:Olívia de Cássia
Olívia de Cássia – Repórter

O deputado Edval Gaia (PSDB) surpreendeu seus pares na tarde desta terça-feira, 30, quando solicitou que a bancada votasse contra o requerimento do deputado petista Ronaldo Medeiros, que estava na Ordem do Dia e em votação.

O requerimento do petista em questão convoca a presença do secretário de Estado do Planejamento, Orçamento e Desenvolvimento Econômico, a prestar esclarecimento aos deputados a respeito de alguns contratos com consultorias no Estado de Alagoas.

Quando ia ser votado, na Ordem do Dia, o líder do governo, deputado Edval Gaia (PSDB), pediu a sua bancada que votasse contra a o requerimento dizendo que aquela hora ‘não era apropriada.’

Diante da atitude do colega, o deputado petista observou que “não haveria motivo algum para essa negação, mesmo porque o próprio secretário já teria se colocado à disposição e afirmou em diversas entrevistas que não teria problema algum em comparecer à Casa de Tavares Bastos”.

Em aparte, o deputado Antônio Albuquerque (PTdoB), pediu que devido aos questionamentos, tanto da oposição quanto da base aliada ao governo, a votação da matéria fosse adiada.

Albuquerque se associou ao deputado Ronaldo Medeiros “na tentativa de que nesse intervalo de tempo possam sensibilizar os demais deputados a votarem a favor do requerimento”.

“Agora sim estou preocupado com essas consultorias que estão acontecendo em nosso Estado. Queremos apenas que o secretário explique melhor, preste esclarecimento. Isso é um dever dele e um direito da sociedade alagoana”, observa Medeiros.

O deputado Olavo Calheiros (PMDB) disse que a questão é simples. “O governo que se preze deve fazer o comparecimento de seus secretários; isso só vai enriquecer o debate.

ORDEM DO DIA

Na hora da Ordem do Dia, das oito indicações apresentadas, cinco foram do deputado João Henrique Caldas (PTN).

Em dois requerimentos o deputado pede reforma em duas escolas de Penedo: a Ernani Melo e Clementino do Monti, uma reforma no Ginásio de Esportes da mesma cidade, prioridade nas obras da AL-101-Sul, no trecho do Gunga a Piaçabuçu e prioridade também no trecho entre Piaçabuçu e Penedo.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Transportadores de vans compareceram à galeria e acompanham sessão

Olívia de Cássia – Repórter

O transporte complementar voltou a ser tema de debate na Assembleia na tarde desta terça-feira, 30. Os condutores de transporte complementar ou alternativo lotaram a galeria da Casa de Tavares Bastos, mesmo que a sessão para discutir o edital de licitação do Sistema de Transporte Público Intermunicipal de Passageiros tenha acontecido na tarde desta segunda, 29.

O deputado Ronaldo Medeiros (PT), líder do partido na Casa, voltou a dizer que o discurso do presidente da Arsal não convenceu e que o edital está cheio de erros.

“Tem linhas que custam 35 mil reais, no mínimo e exclui as cooperativas e vai contra a lei federal. É necessário rediscutir o edital. Apelo para que a Casa consiga sensibilizar o governo”, disse o petista, acrescentando que defende que os atuais condutores tenham direito de participar com igualdade.

Ronaldo Medeiros foi aparteado pelo deputado Antônio Albuquerque (PTdoB), vice-presidente da Casa. Albuquerque observou que a matéria é bastante delicada.

“A defesa é pertinente, do melhor alvitre. Muitos deles (transportadores complementares) trabalham dez, vinte anos e não podem disputar com alguém que possa compara um ou dois carros”, disse ele.

O petebista destacou que atualizar o veículo não é tão simples assim. “Tenho uma visão diferente do deputado Ronaldo Medeiros e avalio que as cooperativas devam ser tratadas de maneira individual. O edital precisa de alguns ajustes, nenhum transportador vai ter condição do jeito que está o edital”, explicou.

Já o deputado Edval Gaia (PSDB), disse que o governo vem para defender o trabalhador. Não tem nada contra as cooperativas. “Tenho certeza de que o que o governo puder fazer ele vai fazer. O governo teve a coragem de colocar uma licitação na rua”, defendeu o líder.

O deputado Ricardo Nezinho (PTdoB) disse que o transporte alternativo/complementar está “relativamente bem. Se há condições de todos sobreviverem, sou favorável às cooperativas. O cooperativismo está dentro do transporte complementar de Alagoas”, disse ele.

Sessão teve a presença do deputado João Beltrão

Ascom/ALE
Olívia de Cássia – Repórter

A sessão da tarde de hoje, 30, da Assembleia Legislativa, contou com a presença do deputado João Beltrão (PRTB) que tomou posse na tarde de sexta-feira, 26, na sala do presidente da Casa, Fernando Toledo (PSDB).

Beltrão chegou ao plenário Tarcísio de Jesus e estava tranquilo, cumprimentou e foi cumprimentado por vários deputados e sorridente passou um longo tempo conversando com o colega Cícero Ferro (PMN).

Na chegada à Assembleia Beltrão evitou falar com a imprensa e quase no término da sessão falou a alguns jornalistas. Ele disse que não conhece o coronel Manoel Francisco Cavalcante, que o acusa de envolvimento na morte do Cabo Gonçalves.

Cavalcante foi solto na tarde desta terça-feira, 30, quase 14 anos depois de ficar presto e é réu confesso na morte do cabo Gonçalves. Manoel Cavalcante apontou para a Justiça como co-autores intelectuais os deputados João Beltrão, Antônio Albuquerque (PTdoB) e o ex-deputado Francisco Tenório.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Sessão especial para debater transporte foi marcada por críticas ao Governo do Estado

A Assembleia Legislativa realizou na tarde de hoje, 29, uma sessão pública, para discutir o edital de licitação do Sistema de Transporte Público Intermunicipal de Passageiros, que foi publicado no Diário Oficial da última quarta-feira (25), por intermédio da Agência Reguladora de Serviços Públicos de Alagoas (Arsal).

O deputado Ronaldo Medeiros foi o autor do requerimento que resultou nesta sessão, que teve o plenário da Casa de Tavares Bastos lotado. O petista está apoiando os trabalhadores do ramo e faz parte da Frente Parlamentar a favor do cooperativismo da Assembleia Legislativa.

Na sessão, Medeiros falou sobre a dificuldade que essa classe trabalhadora vai enfrentar se esse edital não for modificado, “o edital exclui os transportadores alternativos, que sejam cooperados, o texto do governo do Estado é omisso, eles simplesmente não consideram a atividade por parte de cooperativas, isso é um retrocesso”, destaca. .

Ele fez um apelo governo do Estado, pois acredita que só com o diálogo esse impasse poderá ser resolvido. “Apelo ao governo que converse, discuta o assunto com os motoristas. Como já frisei em outras oportunidades o que está faltando nesse governo é comunicação com as partes envolvidas, seja qual for à situação”, afirma.

Um exemplo citado pelo líder do PT na Assembleia Legislativa foi que de acordo com o edital, as viagens que aconteciam de sete em sete minutos de Palmeira dos Índios a Arapiraca passarão a ser de 40 em 40 minutos. “Se diminui o número de viagens, também diminui a quantidade de trabalho, existe uma Lei que defende o cooperativismo, cabe ao Governo respeitar e alterar esse edital”, ressalta Medeiros.

O presidente da Coopervan, Marcondes Prudente, criticou o Governo alagoano, pois, segundo ele, como pode o mesmo governador que implantou o programa Alagoas Tem Pressa, com aplicação desse edital, ameaçar tantos trabalhadores a ficarem desempregados. “Do jeito que está no edital elaborado pelo governo, nenhum cooperado pode participar da licitação de forma individual”, destaca.

Segundo Marcondes o edital transfere custos para os trabalhadores, pois até o rastreamento dos carros, que o governo quer que seja feito, quem vai pagar são os trabalhadores.

O assessor jurídico da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), seccional Alagoas, João Carlos Ramires, observou que a legislação vigente não impede a atividade de transportadores na forma de cooperativas, consequentemente não estão impedidos de participar dos processos licitatórios. “Se o próprio governo não acredita nas cooperativas, imagine o cidadão comum. Isso não está certo”, afirma João Ramires.

Já o líder do governo na Assembleia, deputado Edval Gaia (PSDB), disse que o Executivo tem o interesse de garantir a manutenção dos postos de trabalho de todos os transportadores e disse que defende essa classe.

O presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos de Alagoas (Arsal), Waldo Wanderley, disse que do mesmo jeito que os cooperados não acham justo concorrer com as empresas, os individuais não acham justo concorrer com as cooperativas.

Ele ainda se diz favorável ao sistema de cooperativas, mas a participação destas na licitação do transporte complementar poderia transformar o trabalhador individual em funcionário de grandes empresas. “A lei é nacional e não permite privilégios”.

Após a sessão o deputado Ronaldo Medeiros considerou insuficiente e fora da realidade o depoimento do presidente da Arsal e afirma que a “luta” não vai parar, vai continuar em defesa desses trabalhadores.

Inclusive informou ter enviado um ofício ao gabinete civil do governo do Estado apelando para que as cooperativas sejam incluídas na participação do edital. (Com informações de Camila Ferraz - assessoria)

Prefeitos entregam ofício ao governador, pedindo informações sobre Reconstrução

Ascom/AMA
Prefeitos das 19 cidades atingidas pelas cheias de junho de 2010 reuniram-se nesta segunda-feira (29) e manifestaram preocupação em acabar pagando a conta das habitações que estão sendo financiadas pelo programa federal Minha Casa, Minha Vida, nos municípios.

“Os prefeitos estão sendo cobrados a pagar uma conta que não é deles”, disse o vice-presidente da Associação dos Municípios de Alagoas (AMA), prefeito Palmery Neto (PTB), de Cajueiro.

O grupo de prefeitos deseja uma audiência com o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) e com o vice, José Thomáz Nonô (DEM), coordenador do Programa da Reconstrução.

“Os recursos da Reconstrução vieram para o Estado. Os municípios já bancam contas desde novembro de 2010, como pagamento de aluguel social, cestas básicas entre outros itens, sem receber o repasse devido”, disse Marcelo Lima (PMDB), de Quebrangulo.

Além das casas, os prefeitos também oficializaram ao governador a necessidade de um posicionamento com relação a construção dos postos de saúde, escolas, outros prédios atingidos, como creches, terraplenagem e levantamento topográfico

Música e poesia num só espetáculo

Nesta sexta-feira, 2 de setembro, no Teatro Linda Mascarenhas (ao lado do Cepa, no Farol) às 20h, show de poesia e música com Jan Claudio e Eduardo Proffa, em um só espetáculo, no projeto Palavra Mínima.

O ingresso custa R$ 20. Ingressos antecipados por R$ 10, pelos telefones: 8807-5064 & 9444-1565.

Trabalho de restauração das torres da Catedral será concluído em setembro

Foto de Olívia de Cássia
O trabalho de restauração das torres sineiras da Catedral Metropolitana de Maceió está previsto para ser concluído no final de setembro.

O governo estadual, em parceria com o federal, está realizando quatro dessas obras, sendo elas a Catedral Metropolitana de Maceió, Arcebispado, Biblioteca Pública Estadual e Catedral de Penedo.

Duas dessas obras deverão ser entregues à comunidade ainda este ano. Quem informa é Mirella Costa, da assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura do Estado (Secult).

Povo Tingui Botó fotografa sua cultura pelo projeto Autorretrato

Foto de Vanessa Cabral
Oficina de fotografia registra a beleza e a singularidade da comunidade indígena de Feira Grande

O projeto Autorretrato – O Nordeste que é a nossa cara – realizou neste final de semana (dias 27 e 28 de agosto), oficina de fotografia digital com os jovens da tribo dos índios Tingui Botó, comunidade localizada no povoado Olho D’Água do Meio, na cidade de Feira Grande, Agreste alagoano.

Nos dois dias de intensa atividade, os participantes se dedicaram a registrar com detalhes alguns dos seus maiores patrimônios.

A terra fértil com o cultivo da batata, do milho, mandioca, feijão, frutas e hortaliças; a mata nativa sagrada e bem preservada, os afluentes de água doce e cristalina, e principalmente o povo Tingui Botó.

Toda essa riqueza serviu de fonte de inspiração para a produção de um belo conjunto iconográfico de mais uma tribo indígena de Alagoas. Patrícia Machado informando.

Em União, pastorais discutem programação do Grito dos Excluídos

Por João Paulo Farias – Texto e Foto

Uma reunião ocorrida na tarde deste sábado 27, reuniu no Centro Comunitário do Bairro Boa Vista, representantes de algumas pastorais de União dos Palmares, para trabalhar a programação do Grito dos Excluídos, que pretende nesta edição no município de União, reunir diversos segmentos da sociedade, em especial aos desabrigados das enchentes de 2010, que se encontram alojados em centenas de barracas de quatro acampamentos, como também alunos de escolas estaduais que estão sofrendo com a falta de estrutura em unidades de ensino do município.

Para Sérgio Rogério, que representa a Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP) em União, essa mobilização teria como foco a confecção de um abaixo-assinado com os nomes dos participantes ao Grito, com as reivindicações dos mesmos em seus respectivos meios, a exemplo dos desabrigados que esperam a conclusão das casas pelo Governo do Estado, sem previsão de data. No caso dos estudantes, que pedem também ao Governo, as obras nas escolas que se encontram com a estrutura danificada. Segundo Sérgio, essas assinaturas seriam entregues em sessão ordinária da Câmara de Vereadores, pelos presentes ao movimento, para maior reforço nas reivindicações. “O Grito é simbólico, mais dessa simbologia tem que vir algo de concreto”, conclui Sérgio.

Além da mobilização de desabrigados e os estudantes de escolas estaduais, o Grito também pretende reunir alguns universitários que formaram a cerca de um mês formaram um comitê que visa à gratuidade no transporte para faculdades na capital, Maceió. Para o estudante de Ciências Socias, Marcelo Oliveira que faz parte da coordenação do CUP – Comitê Universitário Palmarino, esse momento de mobilização do Grito dos Excluídos, serve para que os mesmos possam reivindicar a gratuidade do transporte que a cerca de dez anos começou a ser tarifado.

A mobilização está marcada para o dia sete de setembro, a partir das 15:00 horas, a concentração será no final da Rua Juvenal Mendonça, antiga Castelo Branco e pretende percorrer as principais ruas da cidade, com término na Igreja Matriz de Santa Maria Madalena, onde será celebrada uma missa pelo Pároco local. O Grito dos Excluídos é organizado pela Igreja Católica, porém é um evento inter-religioso e aberto a todos os segmentos da sociedade civil.


sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Programa de TV mostra belezas palmarinas

Olívia de Cássia – jornalista
Foto: Nádia Seabra


O programa “Feito pra Você”, da TV Pajuçara, exibiu uma matéria hoje, 26, da série Caminhos da Liberdade, focando as belezas naturais de Murici e União dos Palmares. Uma matéria linda. Em Murici, o destaque foram as cachoeiras, a diversidade da flora do que resta da Mata Atlântica e as espécies raras de aves.

Em União dos Palmares, a reportagem visitou a Casa do poeta Jorge de Lima, o Parque Hotel Quilombo dos Palmares e a Serra da Barriga, onde foi construído o Parque Memorial Quilombo dos Palmares.

Para uma matéria do tipo de divulgação das nossas belezas foi perfeita, mas o detalhe que deixa o palmarino chateado é que o restaurante lá construído e o Parque como um todo passam o ano todo sem funcionar e apenas no Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, ou quando a imprensa vai lá é que se monta uma estrutura.

Pela beleza da matéria veiculada dá a entender ao telespectador de fora que o local funciona regularmente o ano todo. Claro que para se fazer uma matéria de TV algumas coisas têm que ser arrumadas mesmo, isso é fato.

Mas dona Irinéia Nunes, artesã do barro, não fica fazendo e comercializando o seu artesanato lá na Serra, mas no povoado Muquém, onde nasceu e reside, o restaurante foi inaugurado, funcionou algum tempo, de quinta a sábado, mas pelo o que me consta está desativado.

Não tem guia-mirim em União, que informe ao turista a respeito do local. Seria importante, principalmente no período de estiagem, com a proximidade do verão, que tudo funcionasse mesmo, como mostrou a matéria.

União dos Palmares e outros municípios do Estado têm muito o que contar aos alagoanos e precisam ser divulgados pela mídia, mas para isso é necessário infraestrutura.

A estrada de acesso à Serra da Barriga precisa ser melhorada, a Casa do Poeta Jorge de Lima também precisa estar aberta para o visitante, todos os dias, incluindo nos fins de semana, para que quem visite a cidade tenha acesso às informações.

Boas notícias vindas do secretário de Cultura de União, Elson Davi, indicam que o Museu Maria Mariá será reaberto em breve e isso é muito bom. Mas ainda é pouco e diante de muitas belezas que temos, precisamos resolver logo os problemas que impedem que sejam divulgadas lá fora.

Além disso, a orla do Mundaú que ficou sem as casas da Rua da Ponte, é outro problema a ser resolvido e precisa ser incrementada, fazendo-se o replantio da mata ciliar. E vai aqui uma ideia que já foi posta anteriormente: transformar o local num passeio para caminhadas, com uma calçada, simples que seja.

Câmara de União discute aumento de vagas

Foto: João Paulo Farias - O Relâmpago
Vereador Edvan Correia disse que o aumento de vagas não irá afetar o erário

Em audiência pública realizada na noite de ontem, 25, a Câmara de Vereadores de União dos Palmares discutiu o aumento no número de vagas na Casa, para as eleições do próximo ano. A sessão reuniu vereadores, presidentes e representantes de partidos do município e pessoas da sociedade civil.

Segundo matéria no site O Relâmpago, o vereador Fabian Holanda (PTB), se diz favorável ao aumento de vagas no Legislativo municipal e observou que a decisão é unânime entre os dez vereadores de União.

Já o vereador Manoel Feliciano (PT), disse que o partido em União é favorável ao aumento do número de vereadores na Câmara, pois, segundo ele, essas vagas abrem chances para que novas pessoas possam entrar no ambiente político. “Serão mais representantes e novas discussões”, disse Feliciano, complementando que não será mais candidato nas próximas eleições.

O professor Nivaldo Marinho representou a sociedade palmarina presente na sessão e parabenizou a Câmara pela democratização da Casa que, segundo ele, “abriu esse debate com a população”.

O ex-vereador Adelson Andrade , que preside o PRB na Terra da Liberdade, disse que a decisão do aumento de vagas em Câmaras do país, foi uma proposta da Justiça Eleitoral. Com esta decisão, Andrade destacou que serão mais de sete mil novas vagas que os municípios brasileiros irão ganhar.

O vereador Edvan Correia (conhecido como Bobo), disse que o aumento de vagas não irá afetar o erário. Segundo Edvan, a Câmara de União tem um repasse de sete por cento da arrecadação municipal, “número esse que foi reduzido em janeiro de 2010, onde o repasse era de oito por cento”.

A Câmara de União dos Palmares conta atualmente com dez vereadores e se a proposta for aprovada terá um aumento de cinco vagas. Segundo o presidente da Casa, Vereador Bruno Praxedes, o projeto está sendo preparado pelo setor jurídico e entrará em discussão na próxima sessão ordinária e num prazo de vinte dias entrará em votação. (Com informações de João Paulo Farias – O Relâmpago)

Autora do Projeto Antibaixaria faz palestra na Assembleia Legislativa

Assunto foi debatido durante audiência pública nesta sexta-feira, dia 26

Da redação – Tribuna Hoje
Foto: Beatriz Nunes


A deputada estadual Luiza Maia (PT-BA), esteve nesta sexta-feira em Maceió, para ministrar uma palestra sobre o projeto de Lei Antibaixaria de sua autoria, que proíbe o poder público de contratar bandas musicais que possuam em seu repertório letras que venham denegrir a imagem da mulher.

O assunto foi debatido durante audiência pública nesta sexta-feira, dia 26, na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), e contou com a participação do Fórum de Mulheres Partidárias, Flávia Cavalcante, deputada estadual pelo PMDB, Tereza Nelma vereadora pelo PSB, Alba Correia representante do PCdoB, Sônia Tereza prefeita de Anadia, Edna Nobre secretária Estadual de Mulher do PT de Alagoas e Cláudia Simões representante do PTdoB e Cláudia Petuba da UNE.

A PL apresentada na Bahia ainda vai ser analisada antes de entrar em votação. Até mesmo a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) informou que irá divulgar um parecer sobre a constitucionalidade do projeto.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Coordenação do ‘Grito dos Excluídos de União convida para reunião'

A coordenação-geral do “Grito dos Excluídos” de União dos Palmares convidando todos (coordenadores, presidentes, diretores) de pastorais, movimentos, grupos e entidades em geral para participarem de uma reunião neste sábado, 27, às 16h.

A reunião acontecerá no Centro Comunitário do Alto da Boa Vista (próximo à Eletrobras - antiga Ceal de União), para discutir a preparação da caminhada e atividades do “Grito dos Excluídos e Excluídas”.

Segundo Sérgio Rogério, “este ano temos muito o que gritar” (barracas dos desabrigados das chuvas, situação das escolas, universidade) e outros temas que serão lembrados na atividade.

Sérgio lembra que o “Grito dos Excluídos é um movimento pluripartidário e de diversas religiões.

Funcionários do Misa são capacitados para a reabertura do Museu

Blog Coisas de Maceió
Termina nesta sexta-feira a segunda etapa do curso de capacitação para gestores, funcionários e colaboradores do Museu da Imagem e do Som de Alagoas (Misa). O curso teve o objetivo de atualizar e capacitar os operadores de museu e foi uma realização da Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

O curso foi dividido em quatro módulos, cada um com dez horas de atividades, totalizando 40 horas de curso. Foram agendadas palestras, vídeo conferencias e apresentação de documentários.

A museóloga Maria Marta Melro de Macedo apresentou a conceituação e teorias das ações educativas nos museus e falou sobre o público, a visitação e os educadores. Os funcionários do museu assistiram vídeos documentários mostrando a experiência prática do dia-a- dia no museu, com a moderação do diretor do Misa e professor Fernando Antônio Netto Lôbo.



PEC do Diploma deve ser votada na Câmara ainda este ano

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 386/09, que restabelece a exigência de diploma de jornalismo para o exercí¬cio profissional, pode ser votada em outubro ou novembro deste ano, meses em que a Câmara dos Deputados votará matérias constitucionais. A informação foi dada pelo presidente da Casa, deputado Marco Maia (PT-RS) em audiência concedida à Fenaj.

Segundo Marco Maia, os trabalhos dos deputados, neste segundo semestre, serão difí-ceis, mas, em dois momentos deverão ser votadas as propostas de emendas constitucionais. Para a PEC do Diploma entrar em votação, segundo explicou, deve estar entre as prioridades negociadas com os lideres partidários.

Sessão Especial vai debater Transporte Público

Foto de Olívia de Cássia - arquivo


Na próxima segunda-feira (29), a partir das 15h, no plenário da Assembleia Legislativa, acontecerá uma sessão especial para debater sobre o transporte público, com foco no transporte complementar.

O requerimento de solicitação da audiência pública é do deputado Ronaldo Medeiros, líder da bancada petista na ALE.

Segundo o deputado, a sessão “tem como objetivo fortalecer as cooperativas alagoanas, visto que, as mesmas, foram excluídas do edital de licitações para o Sistema de Transporte Público Intermunicipal de Passageiros”, que será realizado pelo Governo do Estado, por intermédio da Agência Reguladora de Serviços Públicos de Alagoas (Arsal).

JHC reclama falta de estrutura nas escolas

Ascom/ALE
O deputado João Henrique Caldas reclamou ontem da situação das escolas no Estado. Segundo ele, o mato tomou conta da escola, salas de aula estão sem porta, teto, com o alicerce condenado e apresentando vazamento na estrutura. “É impossível assistir aula nessas condições”, afirmou.

O deputado mencionou também uma visita realizada na semana anterior a União dos Palmares, onde jovens da rede estadual realizaram um protesto bloqueando a BR-104, cobrando melhorias nas condições de ensino.

“Esta situação é preocupante e pode ser vista em diversos municípios alagoanos. O que me deixa intrigado é que não vemos nenhuma manifestação sólida do secretário de educação. Sempre vemos alguém da assessoria técnica falando algo, mas nunca uma palavra direta. É como se nós não tivéssemos acesso e como se isso não importasse”, disse JHC.

Outros deputados concordaram com o deputado do PTN e fizeram apartes mostrando os problemas na educação e na segurança. Mas o líder Edval Gaia (PSDB), sugeriu a criação de uma comissão para avaliar a educação no estado e afirmou que os índices em Alagoas melhoraram.

“A educação é prioridade e a secretaria realizou muitas ações. Mas, se a situação está desse jeito, não é por culpa do governo, mas de administrações anteriores”, disse. (O espaço está aberto para que a Secretaria de Educação se pronuncie)

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Sessão da ALE teve 19 deputados, mas terminou logo

Foto de Olívia de Cássia - arquivo
Olívia de Cássia – jornalista

A sessão ordinária desta quarta-feira, 24, da Assembleia Legislativa, teve início com a presença de 19 deputados no plenário, mas foi uma sessão rápida, que terminou logo após as 16h.

Na hora do expediente foram lidos alguns requerimentos como o do deputado Ronaldo Medeiros, solicitando a convocação do secretário Luiz Otávio Gomes, do Desenvolvimento Econômico e Planejamento, para falar de contratações de consultorias no Estado.

Em seu pronunciamento, o petista criticou o edital da licitação dos transportes, em Maceió, por excluir a participação das cooperativas. Outra observação de Medeiros foi a respeito da forma de treinamento dos novos policiais militares alagoanos.

Ronaldo Medeiros também cobrou do Estado mais policiamento nas ruas, “se temos uma média de 100 policiais formados, o que estão esperando?”, indagou.

Já o deputado João Henrique Caldas (PTN) criticou a gestão da educação pública do Estado e mostrou sua insatisfação sobre o tema. Segundo ele, os diretores das escolas não acreditam em melhorias.

As unidades escolares do Estado têm sido alvo da ação de bandidos e da falta de infraestrutura, com instalações elétricas defeituosas, pingueiras, vazamentos e outros problemas em seus prédios.

JHC defendeu o comparecimento do secretário de Educação do Estado, na Casa de Tavares Bastos, para falar sobre a real situação do setor, que tem sido alvo de muitas críticas na imprensa, por conta dos problemas apresentados.

Em aparte, deputado Antonio Albuquerque (PTdoB) disse que o líder do governo, Edival Gaia (PSDB) está em luta inglória.

Ontem, o governo foi alvo de muitas críticas na Casa, por conta do atraso nas obras de reconstrução das casas dos desabrigados e Edval Gaia argumentou que falta mão-de-obra e culpou também a chuva pelo atraso da entrega das casas.

JOÃO BELTRÃO

Na tarde desta quarta-feira, os filhos do deputado João Beltrão (PRTB)compareceram na Assembleia Legislativa, para conversar com o presidente da Casa, Fernando Toledo (PSDB). Comenta-se que a visita dos filhos de Beltrão foi para acertar detalhes de como será essa posse do deputado que tem problemas com a Justiça.

Ontem à tarde, eles foram até o TRE com procuração do deputado para a diplomação do parlamentar do PRTB, que poderá assumir o mandato na ALE a qualquer instante.

Compareceram à sessão o presidente da ALE, FErnando Toledo (PSDB), Dudu Holanda (PMN), Inácio Loiola (PSDB), Jota Cavalcante (PDT), Ronaldo Medeiros (PT), Joãozinho Pereira (PSDB), Antonio Albuquerque (PT do B), Jeferson Morais (DEM), Severino Pessoa (PPS), Edival Gaia (PSDB), Cícero Ferro (PMN), Temóteo Correia (DEM), Ricardo Nezinho (PT do B), Nelito Gomes de Barros (PSDB), Olavo Calheiros (PMDB), Judson Cabral (PT) e Sérgio Toledo (PDT). Luiz Dantas (PMDB) e João Henrique Caldas (PTN).

Edval Gaia diz que falta mão-de-obra no Estado

Foto de Olívia de Cássia - arquivo
Governador foi bastante criticado na ALE e foi defendido pelo líder, Edval Gaia

Olívia de Cássia – Repórter

Em resposta às críticas dos deputados, na sessão desta terça-feira, 23, na sessão da Assembleia, a respeito do atraso na construção das casas para os desabrigados das enchentes, o deputado Edval Gaia (PSDB), líder da bancada do governo, disse que o atraso nas obras se deu por conta da falta de mão-de-obra e do tempo chuvoso.

“O que está acontecendo não é um privilégio de Alagoas. Falta mão-de-obra e também o a chuva está atrapalhando”, disse Gaia.

Retomando a palavra, no aparte do deputado Edval Gaia, o deputado Ronaldo Medeiros (PT) disse: “Parabenizo vossa excelência pela sua coragem em defender o governo”, disse Medeiros.


Sérgio Toledo


O deputado Sérgio Toledo (PDT) mostrou sua preocupação sobre a questão dos desabrigados dizendo que eles não têm condições de pagar pelas casas do Programa de Reconstrução Minha Casa Minha Vida.

“Eles já perderam tudo. A gente vê o vice-governador (José Tomaz Nonô) ir aos locais e acredito que terá uma aceleração melhor. Essas casas são vendidas e fica a pergunta: quem é que vai pagar?”, interrogou Toledo.

Ronaldo Medeiros complementou dizendo que o governo já deveria estar discutindo essa situação.

Já o deputado Antônio Albuquerque disse que a questão dos desabrigados “é um absurdo, uma violência inominável o que estão fazendo com essas famílias”. Segundo ele as pessoas estão sendo humilhadas.

“ Recebi um prefeito de um desses municípios atingidos, desesperado porque soube que as pessoas só vão receber quando pagarem. Uma quantia de 50 até 175 reais ao mês”, disse AA, acrescentando que os discursos do governo são “uma falácia, uma enganação com aquelas famílias que passam a ser discurso de mídia” .

terça-feira, 23 de agosto de 2011

CPI da Eletrobras recebe o presidente da empresa em Alagoas

Ronaldo Medeiros, presidente da CPI da Eletrobras


Após a sessão ordinária da Assembleia, na tarde de hoje, 23, aconteceu uma sessão pública da CPI da Eletrobras, que recebeu o presidente da empresa, Marco Aurélio Madureira da Silva, convidado para fazer uma explanação sobre a empresa.

O presidente da Eletrobras argumentou, na oportunidade, que as falhas no fornecimento de energia no Estado estão dentro dos limites estabelecidos pela Aneel e que os apagões não acontecem por falta de manutenção ou falta de gestão. Ele disse que acontecem por falhas nos aparelhos, sem que os técnicos tomem as devidas providências.

Segundo a assessoria do deputado Ronaldo Medeiros, Marco Aurélio exemplificou à CPI que no último apagão a falha foi em um equipamento que tinha apenas quatro meses de uso e observou que até o final desse ano, a empresa vai ter um aumento de 66% no quadro de funcionários para atender melhor os cidadãos alagoanos.

Segundo ele, boa parte desses funcionários será incorporada “por contratos temporários, ou seja, terceirizados”. Marco Aurélio afirma que essa contratação está acontecendo de forma pontual e que a empresa não vai manter esse pessoal permanente, pois “a demanda é que exige essa agilidade”.

Outra questão colocada pelo presidente da Eletrobras em Alagoas é que o Governo do Estado não contribui em nada com o programa “Luz para Todos”, fato que dificulta o andamento dos trabalhos no setor.

O presidente da CPI da Eletrobras, deputado Ronaldo Medeiros (PT) questionou a situação da terceirização e disse que isso “é um embate no funcionalismo público”.

Medeiros apelou no sentido de que algo fosse feito,” já que a empresa tem mais de mil funcionários terceirizados e há uma reserva técnica que abrange os concursados aprovados em 2010, que são cerca de 700 pessoas”, segundo ele.

Os integrantes da Comissão também solicitaram um prazo, para que a empresa contrate essa reserva técnica. Marco Aurélio respondeu que a empresa está trabalhando de acordo com a demanda e que “nesse momento a Eletrobras não teria como nomear todos”.

Deputado João Beltrão poderá tomar posse na ALE a qualquer instante

Olívia de Cássia - arquivo
Deputado Fernando Toledo poderá dar posse a Beltão a qualquer instante, segundo a Justiça


Olívia de Cássia – Repórter

Diferente do que a imprensa estava esperando na tarde de hoje, 23, o deputado João Beltrão (PRTB) não tomou posse na Casa de Tavares Bastos. Mas de acordo com o presidente da Casa, Fernando Toledo (PSDB), o parlamentar poderá fazê-lo a qualquer hora, já que a Justiça o liberou da acusação de ficha suja e validou os 312.542 votos que recebeu na última eleição para deputado estadual.

A expectativa da imprensa na tarde desta terça-feira era a da posse do deputado do PRTB, que por meio de procuração foi diplomado na tarde de hoje no Tribunal Regional Eleitoral, já que pesa sobre ele processo judicial. Com esse, será seu quinto mandato consecutivo de deputado estadual.

O momento mais aguardado nos bastidores da Assembleia Legislativa, com a volta do deputado João Beltrão, é seu discurso na tribuna da Casa. Existe ainda a possibilidade de ele assumir e depois pedir licença para cuidar de sua saúde. Nesse caso o suplente Arnon Amélio reassume o mandato por algum tempo.

A grande surpresa foi a posse do deputado Cícero Ferro (PMN), que compareceu à sala da presidência da Casa e tomou posse depois que o deputado Maurício Tavares apresentou requerimento e atestado médico, pedindo licença de 121 dias, de acordo com a matéria abaixo.

A sessão começou com a presença de 14 deputados no plenário e depois chegaram os deputados Isnaldo Bulhões (PDT), Marquinhos Madeira (PT), João Henrique Caldas (PTN), Flávia Cavalcante (PMDB), Joãozinho Pereira (PSDB) e Marcelo Vitor, completando um quorum de 20 deputados.

Na hora do expediente, o deputado Ronaldo Medeiros (PT), líder da oposição na Casa, usou a tribuna da ALE para falar sobre os desabrigados das enchentes e da matéria que foi veiculada em rede nacional, na TV Globo, dizendo que os acampamentos de lona s]ao semelhantes ao povo da Somália.

O petista disse que nada foi feito até agora por aquele povo e sugeriu que seria o caso de a Assembleia criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para ver o que está sendo feito e checando de perto a situação.

“É uma tristeza para o povo dessa terra e para aquele povo. Não foi falta de recurso, porque na mesma semana Alagoas recebeu (do governo federal ) mais de um bilhão de reais”, disse o deputado.

Ronaldo falou também da situação das escolas do estado sem funcionarem. “Vai chegar a um ponto que as escolas não vão funcionar por falta de segurança”, criticou, acrescentando que será inaugurado um trecho de dois quilômetros de asfalto “enquanto que aquele povo passa por dificuldade”, observou.

O petista disse que enquanto tudo isso acontece há um silêncio do governo do Estado. “Vamos ver quais são as prioridades que vamos dar no Orçamento”.

O deputado João Henrique Caldas (PTN), presidente da Comissão das Enchentes da Casa, aparteou o deputado e disse que é preocupante a situação daquelas pessoas desabrigadas, que a mídia nacional trate Alagoas como um campo de refugiados.

“Há muito tempo venho denunciando a situação , eu já trouxe (relatório) para a comissão , mas a comissão é limitada”, observou JHC, que fez críticas ao governo também com relação ao andamento das obras da reconstrução e perguntou onde estaria o banco de dados de reconstrução?

Cícero Ferro toma posse no lugar de Maurício Tavares

Olívia de Cássia - arquivo
Olívia de Cássia – Repórter

O deputado Cícero Ferro (PMN) tomou posse na sala da presidência da Assembleia Legislativa, na presença do presidente Fernando Toledo (PSDB), que se ausentou da sessão da tarde de hoje, 23, para dar posse ao parlamentar.

Além do presidente Fernando Toledo estavam presentes o procurador da Casa, Marcos Guerra, dos deputados Sérgio Toledo (PDT), Jota Cavalcante (PDT), Luiz Dantas (PMDB), assessores técnicos das Comissões (Tales e Luna) e alguns jornalistas.

A posse de Ferro surpreendeu a todos os jornalistas que cobrem a Assembleia. No começo da tarde, o deputado Maurício Tavares (PTB) entregou requerimento, com um atestado médico, por meio de sua assessoria.

O atestado está assinado pelo dr. Rui Oliveira Costa, da Medplus, informando que “este paciente precisa se afastar das suas atividades para tratamento de saúde durante o período de cento e vinte e um dias a partir de 23.8.2011”, diz o médico.

Pelo Regimento Interno da Assembleia, a partir de 121 dias de licença de um parlamentar é necessário que o suplente assuma o mandato; no caso de Tavares, pela coligação, quem assumiu foi o deputado Cícero Ferro.

No requerimento o deputado coloca os termos do artigo do Regimento Interno e expõe os motivos da licença, “para tratar de assuntos de interesse de saúde, por um período de 121 dias, a partir de 23 de agosto do corrente ano, conforme exames e atestado em anexos.

Segundo a assessoria de Tavares, além do atestado do dr. Rui Costa o deputado anexou todos os exames feitos para confirmar os problemas de saúde: hérdiania de disco, hipertensão, diabetes, código médico CID E10, I10, M51.1.

À imprensa, o deputado Cícero Ferro disse, na sala da presidência da Casa, que não sabia de nada e que só ficou sabendo hoje “por alguns deputados, que Maurício Tavares ia tirar licença médica. Aí eu vim tomar posse”, observou.

Indagado se não tinha nenhum problema com a Justiça, sorrindo, Cícero Ferro disse que não tinha nenhum problema. “A Justiça é quem tem problema comigo”, disse ele.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Representantes da cultura popular recebem certificado de Patrimônio Vivo Alagoano

José Feitosa/GAzeta de Alagoas
Nesta quarta-feira, 24, mestres de guerreiro e reisado, artesãos, religiosos, cordelistas, trovadores, violeiros receberão o certificado de Patrimônio Vivo Alagoano. Uma das pessoas contempladas com o título é a ialorixá Mãe Neide, que tem se dedicado a difundir a cultura afro, no Conjunto Village Campestre, em Maceió.

Mãe Neide e outros dez mestres da cultura popular serão registrados no Livro do Patrimônio Vivo Alagoano. Eles vão receber o certificado às 9h desta quarta-feira, no Museu Palácio Floriano Peixoto.

Trabalhando há 21 anos com a cultura afro brasileira, Mãe Neide se diz emocionada e feliz. Ela classifica o momento como uma vitória contra os preconceitos sofridos pelos seguidores da religião africana.

“Este é um momento ímpar na minha vida, pois quando abracei esta causa tudo o que eu esperava era o reconhecimento que vem acontecendo ao longo dos anos”, contou.
Mãe Neide disse, ainda, que este não é um reconhecimento apenas pessoal.

“Esta é uma vitória do meu povo, da minha religião, para que eu possa repassar os saberes, mantendo o resgate da nossa religião e da nossa vida ancestral”, explicou.

Além da ialorixá, receberão o certificado o cordelista Jorge Calheiros, a rezadeira e parteira Anézia Maria da Conceição, o artesão do barro João das Alagoas, os mestres de guerreiro Artur Moraes dos Santos e André Joaquim dos Santos, a bonequeira Maria de Lourdes Menezes, a rainha e coordenadora de guerreiro Anadeje Morais da Silva, o mestre de reisado Expedito Tavares dos Santos, o violeiro, tovador e cordelista João Pereira Lima e o violeiro e repentista Severino João da Silva, o Jaçanã.

Eles passaram por uma seleção, que contou com um total de 42 pessoas inscritas. Esses Patrimônios Vivos passam a receber como benefício uma bolsa de incentivo vitalícia de 1,5 salário mínimo.

Segundo o secretário de Estado da Cultura, Osvaldo Viégas, esta bolsa visa a manutenção dos grupos e o repasse dos conhecimentos.

Todo ano a Secult lança este edital para a seleção de novos mestres. É constituída uma comissão especial de avaliação que seleciona os candidatos, de acordo com os critérios do edital.

Como prevê a lei, excepcionalmente em 2010 e 2011 foram abertas oito vagas e, nos anos seguintes, serão apenas cinco. Serão certificados 11 pessoas em decorrência do falecimento de três mestres no ano passado. (Com informações da Agência Alagoas)

Conversa de Botequim entrevistará Toninho Lins

O prefeito de Rio Largo Toninho Lins (PSB) será o entrevistado do “Conversa de Botequim, nesta terça-feira, 23, pelo jornalista Plínio Lins, no Bar e Restaurante Rapa Nui, na Ponta Verde, às 9h.

Rio Largo foi o primeiro município do Estado, entre os 19 atingidos, a entregar obras prontas na reconstrução, inclusive na área de educação, segundo sua assessoria e deve ser candidato à reeleição em 2012.

Será um ótimo momento para ouvir o que ele tem a dizer sobre as críticas que tem recebido na sua administração e os planos para a sua administração daqui pra frente.

Alunos discutem aumento das passagens de ônibus em União

Foto de José Marcelo
Alunos de União dos Palmares, que utilizam o transporte escolar para estudar em Maceió, fizeram uma reunião, neste sábado, para discutir o aumento da passagem.

O encontro aconteceu na Escola João Costa de Oliveira/Uneal (antigo Colégio Santa Maria Madalena).

Segundo o blog do José Marcelo, a ideia do Comitê Universitário Palmarino é criar e fortalecer um grupo de estudantes da cidade, que estudam na Ufal, para buscar melhorias na qualidade do transporte escolar da região.

Nesse primeiro momento, o objetivo da equipe é lutar por transporte público com segurança e contra o aumento abusivo das passagens, segundo o blog.

Segundo José Marcelo, cada grupo de alunos ficou com uma comissão e cada comissão será responsável por uma finalidade, a exemplo da comunicação que já criou algumas redes sociais para interagirem com outros alunos e possam compartilhar informações.

E-mail (comiteuniversitariopalmarino.gmail.com), blog (comiteuniversitario.blosspot.com). e Twitter@cup2011_

Pontos turísticos de União recebem sinalização

Foto: Olívia de Cássia
Neste fim de semana, sábado (20) e domingo (21), o município de União dos Palmares recebeu uma equipe técnica da “Trade Consultoria”, empresa responsável pelo projeto de sinalização turística da cidade.

Técnicos da empresa fizeram um mapeamento dos locais onde serão colocadas as sinalizações. Além de placas de orientação turística, o projeto contemplará espaços culturais, hospitais, delegacias, agência bancária, entre outros.

domingo, 21 de agosto de 2011

Sobre as oportunidades ...

Olívia de Cássia - jornalista


Preciso de investimentos futuros. Força que é necessária para que a gente aprenda a se valorizar perante a vida. Lá longe ouço a sirene de uma ambulância em velocidade. Alguém está precisando de socorro, nessa noite fria.

Todo dia as ocorrências se avolumam. Muita gente ferida e morta. Parece campo de guerra. Não tem um dia que não haja notícia de violência nas comunidades. É impressionante. A polícia tem muitos casos para investigar.

Casos que vão se avolumando cada um mais complicado que o outro e a sociedade vai esquecendo dos crimes anteriores. Quando a gente acompanha de perto esse trabalho, respeita mais.

Podem dizer que é um jargão ultrapassado, mas a base de tudo é mesmo a família. A minha já dispersou. Não tive filhos e hoje estou só. Não sofro com isso, mas o fato de não ter uma família constituída, com filhos em casa, faz falta para a gente dividir dores e alegrias.

Vivemos um tempo contemporâneo, onde os relacionamentos mudaram, enfraqueceram. A vida mudou. Coisas que vão florescendo assim, do momento visto e vivido, de uma cena de TV, de uma música que eu ouvi, do silêncio que se fez presente.

Situações fora do contexto, embaraçadas e difusas se misturam, num caldo de conteúdos que se avolumam e têm que ser ditos. Quanto mais a gente aprende, mas a gente cresce. Precisamos de quem acredite nesse crescimento interior e invista nisso para que o conhecimento não desapareça ou se dilua pela vida.

Agosto é mês de chuva, dizem os antigos que é mês de desgosto, mas também é o Mês do Folclore, de festa popular, de tradição, a maioria do Nordeste, esse caldeirão cultural. Maracatu, chegança, guerreiro, pastoril, congada, coco de roda.

Em nossa Alagoas são mais de vinte manifestações do folclore . Se houvesse mais investimento nessa área, nas comunidades mais carentes, talvez não houvesse tanta violência. Falta política pública também na cultura.

É o último ponto de pauta em todas as categorias, sempre. E sobra pouca disposição do Poder Público para se debruçar sobre uma análise mais apurada a respeito do investimento na cultura, como forma de inclusão e responsabilidade social.

Minha mãe dizia que vida boa era vida de artista, que estava sempre feliz, sorrindo e em festa. Ela dizia isso quando assistia os programas televisivos, fazendo uma alusão aos programas culturais e musicais da TV e diante dos problemas que enfrentava.

Eu diria que essas pessoas têm mais possibilidades que as demais. E cada um de nós também pode ter a sua chance de construção de um mundo melhor. Basta ter oportunidades e saber aproveitar cada uma delas. Não desperdiçar é a palavra de ordem.

sábado, 20 de agosto de 2011

'O que será que será'?

Olívia de Cássia – jornalista

Fico em casa no sábado para descansar um pouco e de repente começo a viajar em pensamentos. A imaginar situações que poderiam ter acontecido em minha vida ou aquelas que foram uma realidade, mas que não tive domínio sobre elas.

E lá vou eu nessa maravilhosa possibilidade que só a leitura e a imaginação da gente proporcionam. Vejo-me conhecendo lugares nunca antes visitado por mim. Recantos históricos que retratam costumes de uma civilização ou de uma época, que deixaram ensinamentos para as gerações que se sucederam.

De objetiva na mão eu sigo em frente, registrando tudo para depois colocar todos aqueles lugares na net.

O Flamengo perdeu; paciência. Vamos ser alvo de chacota dos antiflamenguistas, por alguns dias, mas outras partidas virão. O mundo está em crise. A moeda americana em perigo. A economia dos EUA está com problemas.

Em 2014 o Brasil receberá, por conta dos Jogos Olímpicos, 250 mil turistas. Muito dinheiro do governo federal está sendo investido para isso.

Fiz uma limpeza em casa hoje e joguei papéis velhos e alguns penduricalhos que juntava poeira e que me faziam piorar da alergia. Mas ainda ficaram outros que não consegui me livrar, como se fossem um cordão umbilical.

É uma questão de tempo, quando chegar a hora também vou me livrar deles e descartá-los. É como a vida da gente. Não conseguimos nos livrar de vez de todo sentimento ou de alguma coisa que está sobrando. A gente sempre acha que vai necessitar daquilo em algum momento da vida.

A limpeza de jornais e papéis velhos aliviaram um pouco o ambiente do local onde coloco os meus livros, que estão precisando de uma verdadeira assepsia hospitalar, para me livrar dos ácaros. Preciso descobrir alguma técnica ou pessoa que o faça, dada a minha incompetência para isso.

Aurora, a gatinha sem-teto que adotei mais recente, me olha, como se quisesse entender o que escrevo e morde a tampa da caneta que estou escrevendo, admirada que está com a velocidade com que coloco os rabiscos no papel, já que temporariamente estou longe de um computador.

Sonhei que eu ganhava de presente uma máquina fotográfica nova, equipamento profissional, foi um sonho mesmo e achei até que tivesse tendo um surto no sonho, mas eu ficava muito feliz com o presente.

Tenho aprendido muito comas adversidades, mas o aprendizado da vida é lento e progressivo, dependendo da situação. Tem pessoas que não aprendem nunca. O ruim é perceber e saber que a minha idade já avançou e eu ainda preciso de muito mais tempo para viver, realizar e sonhar.

Tenho tantos planos de vida, idealizações que não dependem só do querer fazer. Infelizmente a gente depende do poder aquisitivo e de burocracias para poder realizar os planos.

O noticiário começa e as informações já são de ontem. Mais uma vez, jovens mortos por conta de brigas provocadas por ingestão de drogas. Queda de avião no mar, nenhum sobrevivente. Será que podemos ter mais esperanças?

Visite também meu blog no portal http://www.tribunahoje.com

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Estudantes de Escolas Públicas de União protestam por melhorias em estrutura

Por João Paulo Farias - Texto e Foto

Centenas de estudantes das escolas estaduais que estão com suas estruturas danificadas no município de União dos Palmares, realizaram na manhã desta sexta-feira 19, uma passeata pelas principais ruas da cidade, pedindo ao Governo do Estado, a realização de obras de reparo nestas instituições de ensino.

Com palavras de ordem e reivindicação, os alunos das escolas Monsenhor Clóvis, Carlos Gomes e Rocha Cavalcanti, juntamente com a direção da União Municipal dos Estudantes (Umes), se deslocaram até a Sétima Coordenadoria de Ensino, localizada no centro da cidade, exigindo da instituição a presença de um representante do governo do estado para discutir a situação destes alunos.

Segundo a professora Lucilene Leal que faz parte da coordenação da 7° CRE em União, todas as providências já foram tomadas e encaminhadas para a Secretaria de Estado da Educação.

“A Secretaria de Educação de Alagoas, está agilizando o mais rápido possível essas obras, estamos aguardando o início”, disse Lucilene, mostrando alguns documentos, que foram encaminhados ao Estado, com os problemas existentes nas unidades escolares.

Para Clesivaldo Mizael, presidente da Umes, o Governo do Estado está dormindo, pois há mais de dez anos essas escolas não passam por reformas. Mizael ainda fala na violência que essas instituições estão sofrendo, pois o município de União encontra-se numa situação crítica na questão da segurança, e as escolas estão sendo alvo da violência das ruas.

O ato terminou em frente à Escola Carlos Gomes, que está com duas salas de aulas interditadas devido à estrutura do telhado que apresenta sinais de rachaduras e cupins. Segundo o diretor, Sávio Vasconcelos, o protesto é importante para alertar o Governo do Estado sobre a situação na educação de Alagoas.

Além do Carlos Gomes, a E#scola Rocha Cavalcanti está interditada por causa do telhado que se encontra bastante danificado. Os manifestantes não descartam a possibilidade de novos protestos

Moradores do Conjunto Padre Cícero, em Viçosa, se reúnem com Flaubert Filho

Foto:André Misael
Moradores do Conjunto Padre Cícero, em Viçosa, incluídos no programa de readequação executado pelo município, em parceria com o governo federal, foram recebidos esta semana pelo prefeito Flaubert Filho, secretários e técnicos da prefeitura.

Os moradores foram pedir informações do andamento da construção das casas de alvenaria prometidas pelo governo federal e a previsão de conclusão das obras.
As famílias que moravam em casas de taipa tiveram suas residências demolidas e foram remanejadas para a casa de parentes ou moram atualmente de aluguel social pago pela prefeitura.

Segundo a assessoria do prefeito, após reunião com o grupo, Flaubert conversou individualmente com cada morador e fez um levantamento caso a caso da situação em que se encontram.

Ele deu um prazo de dois meses para normalizar a situação junto ao Ministério das Cidades e se comprometeu com os moradores do conjunto em colocar toda a estrutura do município a serviço da comunidade.

Flaubert Filho disse aos moradores que se em dois meses o governo federal não der continuidade às obras, “a Prefeitura de Viçosa buscará meios de viabilizar a construção das casas em regime de mutirão”.

Segundo o prefeito, a Prefeitura já está trabalhando na comunidade com a pavimentação do conjunto e instalação da rede hidráulica.

USO POLÍTICO

Na reunião com os moradores do Conjunto Padre Cícero, Flaubert Filho criticou o uso político que estão fazendo da situação das famílias, uma vez que foi anunciada reunião com a equipe técnica da prefeitura sem que a mesma tivesse sido agendada.

“Em momento algum deixamos de atender as pessoas que nos procuram. Estamos tratando cada família com o respeito que ela merece e buscando soluções para os problemas que aparecem. Quero que vocês saibam que não estamos de braços parados e, em breve, teremos uma solução para a questão”, completou o prefeito.

Segundo a assessoria, cada morador foi orientado a procurar a Secretaria Municipal de Assistência Social com a documentação necessária para que a prefeitura possa avaliar os casos individualmente. (Com informações de Soraya Leite/ Assessoria)

CPI da Eletrobras se reúne terça-feira com presença de presidente da empresa

Assessoria
Deputado Ronaldo Medeiros (PT), presidente da CPI da Eletrobras


Na próxima terça-feira (23), os integrantes da CPI da Eletrobras se reúnem, depois da sessão ordinária, às 17h, com a presença do presidente da empresa em Alagoas, Marco Aurélio Madureira da Silva, que prestará depoimento à Comissão.

Segundo a assessoria do deputado Ronaldo Medeiros (PT), presidente da CPI da Eletrobras, com este depoimento, os deputados membros da comissão poderão saber o que realmente está acontecendo com a empresa devido às correntes falhas no fornecimento de energia elétrica.

De acordo com o deputado Ronaldo Medeiros, a comissão vai investigar a fundo a situação de Alagoas e não vai se contentar com discursos redundantes, sem propósito. “Queremos objetividade do presidente da Eletrobras. Não aceitaremos nada que não seja a realidade, pois só assim poderemos contribuir com a empresa, para que a mesma seja fortalecida e melhore o seu desempenho”, ressaltou o petista.

CONVITE


quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Maracatu Baque Alagoano participa da mostra Aldeia Sesc

Divulgação/Baque Alagoano
O Maracatu Baque Alagoano se apresentará na sexta-feira 19 de agosto, a partir das 18h, no calçadão da Rua do Comércio, Centro. O grupo fará um "cortejo de boas vindas" deste ponto até o Sesc-Centro, percorrendo as ruas do centro da capital alagoana.

A apresentação faz parte da 6ª edição da mostra Aldeia Sesc Guerreiros das Alagoas, que acontece de 19 a 28 de agosto, num total de dez dias de atrações para todos os gostos: teatro, dança, circo, performance, folclore, música, cinema, artes visuais e literatura.

Com ações gratuitas ou a preços populares, ocupando os espaços do Sesc-Centro, Sesc-Poço, Espaço Cultural da Ufal, Calçadão do Comércio de Maceió, Teatro Deodoro, Secretaria do Estado de Cultura (Secult) e, pela primeira vez, na comunidade de Riacho Doce. Toda a programação do dia 26 acontecerá no bairro situado no Litoral Norte de Maceió.

Na programação, há diversas ações formativas gratuitas para a classe artística, distribuídas em oficinas, workshops e debate. As inscrições nas oficinas e workshops já estão abertas e devem ser feitas na Coordenação de Cultura do Sesc, no Sesc-Centro. As vagas são limitadas.

Rotary prorroga prazo de inscrições em programa de intercâmbio de jovens

A governadoria do distrito 4390 do Rotary International informa que as inscrições para o processo seletivo de 2011 do Programa de Intercâmbio de Jovens foram prorrogadas até o dia 30 de agosto. Entretanto, a data para as entrevistas, que acontecerão no dia 3 de setembro de 2011 continua inalterada.

Podem se inscrever os jovens nascidos entre 1º de abril de 1995 e 1º/setembro de 1996, filhos ou não de rotarianos.

O formulário de inscrição pode ser encontrado no site www.rotaryintercambio4500.com.br, devendo o interessado preenchê-lo e entregar ao rotariano Luiz Eduardo Oliveira do Rotary Club de Aracaju – Nova Geração, no seguinte endereço: Luiz Eduardo Oliveira - Rua Francisco Rabello Leite Neto, 940, Atalaia - Aracaju, SE - 49037-240 - Telefone: (79) 9191-3637- Email: eduardo.rotary@gmail.com.

Os estudantes não-residentes em Aracaju podem enviar o formulário de inscrição e respectiva documentação pelo correio (histórico escolar de 2010 e primeiro semestre de 2011; avaliação da escola; pagamento da taxa de R$ 200).

O intercâmbio de jovens é uma oportunidade única para ter novas experiências com outras culturas, de ser um embaixador da paz, representante do seu País, e fazer amigos para a vida inteira. O Intercâmbio é dividido em dois programas, curta e longa duração. Maiores informações podem ser obtidas no endereço www.rotary4390.org.

Alunos do Sacramento visitam Mupa e aliam teoria e prática da aula de história

Os alunos do 1º, 2º e 3º anos do Ensino Fundamental do Colégio Santíssimo Sacramento estiveram nesta quinta-feira (18) no Museu Palácio Floriano Peixoto (Mupa).

A visita serviu para que os estudantes conhecessem a cultura alagoana e sua história e confirmassem na prática os fatos estudados sobre Alagoas na disciplina de história.

Segundo a coordenadora do Ensino Fundamental da escola, Luciene Barbosa, é muito importante para os alunos do 1º ano, com idade de seis a oito anos, conhecer os espaços do antigo Palácio do Governo e aprender mais sobre a história do Estado.

“Viemos nesta data para ter um maior contato com a cultura, pois o Museu está com a exposição do mês do folclore e já se aproximam as comemorações da Emancipação Política de Alagoas”, diz ela.

Conferência de políticas para mulheres aconteceu em União

Foto: José Marcelo Pereira
Nesta quarta-feira, 17, durante todo o dia aconteceu em União dos Palmares a segunda etapa regional da terceira Conferência Estadual de Políticas para Mulheres. O município foi escolhido para sediar o evento, que reuniu mulheres representes do poder público e de diversos segmentos da sociedade civil da região que compreende os Vales do Mundaú e Paraíba.

Segundo o site O Relâmpago, a pauta das discussões do evento teve como finalidade a elaboração de políticas públicas voltadas a um maior fortalecimento da mulher em seus diversos setores na sociedade brasileira.

A secretária de Estado da Mulher, Kátia Born, participou da Conferência e disse em entrevista coletiva concedida à imprensa local, “que a mulher alagoana e brasileira sofre com o preconceito e a violência desde cedo”, destacando os constantes casos de estupro e assassinatos que ocorrem em Alagoas e no Brasil.

Ainda segundo O Relâmpago, Kátia Born foi questionada sobre a criação de delegacias específicas para tratar de crimes que envolvem mulheres.

Ela disse que o assunto é um dos pontos tratados nestas conferências, ressaltando um fato ocorrido na cidade de Arapiraca, onde uma mulher que sofreu violência quando estava numa rua e ao chegar numa delegacia para registrar o fato, a vítima foi questionada pela autoridade que a atendeu, que perguntou o que a mesma fazia altas horas da noite na rua.

Ainda em sua fala, Kátia Born abordou a importância do governo federal por meio da presidente Dilma Roussef que há dois meses lançou o Plano de Erradicação da Pobreza, no Estado de Alagoas, “que por ser o mais pobre do país, sofre os mais diversos tipos de violência, devido as desigualdades existentes no Estado”.

Estiveram presentes à Conferência das Mulheres, a secretária de Estado da Mulher, Kátia Born, o prefeito do Município, Areski Freitas, a secretária municipal de Turismo, Isabel Maia, o vereador e presidente da Câmara Municipal, Bruno Praxedes e demais autoridades locais e estaduais. (Com informações de João Paulo Farias O Relâmpago)

http://www.tribunahoje.com/blog/olivia-cerqueira/486/2011/08/18/conferencia-de-politicas-para-mulheres-aconteceu-em-unio.html

Partido realiza seminário "PT Pensando Maceió"

O Partido dos Trabalhadores realiza hoje o seminário “PT pensando Maceió”, a partir das 19h, no auditório do Hotel Verde Mar (Praia de Pajuçara), vizinho ao Clube do CRB.

Na oportunidade, haverá um palestra sobre o Orçamento Público de Maceió, com o deputado estadual Judson Cabral e o vereador por Maceió Ricardo Barbosa, ambos do PT. O evento é aberto ao público em geral. Edberto Ticianelli informando.

Alunos do Correia Viana participam de sessão da Câmara de União

A sessão desta terça-feira, 16, da Câmara de Vereadores de União dos Palmares, contou com a presença de alunos das turmas A e B do 2º ano do ensino médio do Colégio José Correia Vianna, importante instituição de ensino do município.

Além de assistirem a Sessão Ordinária do dia, os alunos, acompanhados do professor João Nunes, conheceram a estrutura da casa de leis e, por intermédio dos próprios vereadores, puderam conhecer um pouco das principais atividades de um parlamentar.

Segundo o João Nunes, para a grande maioria dos estudantes era a primeira vez que eles estavam nas dependências da Câmara ou assistiam a uma sessão ordinária. "É muito importante que os alunos conheçam o papel dos vereadores e entendam o processo legislativo", disse o professor.

Viçosa promove encontro de sensibilização sobre a saúde do professor

A Secretaria de Educação de Viçosa promove um encontro de sensibilização sobre a saúde do professor, nesta quinta-feira (18), com o fonoaudiólogo Tiago Santos. O encontro surgiu da constatação dos inúmeros casos de profissionais com problemas na voz. Direcionada a todos os professores da rede municipal de ensino, a reunião está marcada para as 19 horas, no Centro de Formação. Visite também http://www.tribunahoje.com/blogs/31/olivia-cerqueira

O jogo do poder

Olívia de Cássia – jornalista

Querem enquadrar a presidente Dilma; querem que ela faça o jogo do poder e vão pressioná-la muito, até que ela ceda, dê um basta ou consiga contornar a situação. Estão querendo enfraquecer o seu governo, para argumentarem lá na frente que ela não foi competente o suficiente para governar o País.

Admiro a nossa presidente e espero que ela continue firme e não se deixe subverter, não se dobre àqueles que se acham mais poderosos e que faça uma limpeza em seu governo. É verdade que sozinha ela não governará, terá que fazer alguns acordos com esse lado espúrio da política brasileira.

Logo quando Dilma Roussef foi indicada pelo ex-presidente Lula para ser sua substituta, eu me fiz alguns questionamentos, mas como era uma indicação de Lula – sou sua fã de carteirinha – independente de qualquer coisa errada que tenha feito – me engajei na campanha.

Hoje, analisando esses oito meses de governo Dilma e a postura que ela tem assumido até agora, de não se subordinar e ter vontade própria, observo que ela ganhou a minha simpatia e mais pontos na cota de avaliação. Seu governo tem uma cara própria e não é submisso.

Muita gente acreditava e ainda acredita que ela fracassaria, mas Dilma tem mostrado firmeza. Profissionalmente a gente tem que analisar a situação pelos dois lados. Há quem avalie que ela não deva governar só pensando na questão econômica, pois o País não vive só de economia, mas é um dos itens principais.

O afastamento de quatro ministros, desde que assumiu a Presidência do País, há oito meses, gerou alguns entreveros em Brasília. O ministro da Agricultura, Wagner Rossi (PMDB-SP), pediu demissão ontem.

Na carta que entregou à presidente Dilma Rousseff, o peemedebista alegou ser ‘vítima de um complô político cujo objetivo seria atingir a aliança PMDB-PT’, sobretudo em São Paulo. Dilma delegou ao PMDB a escolha do substituto. Ontem à noite mesmo, o vice-presidente Michel Temer sugeriu o nome do líder do governo no Congresso, deputado Mendes Ribeiro (RS), para o cargo.

Rossi é o quarto ministro a cair num prazo de dois meses e dez dias. A primeira queda foi de Antonio Palocci (Casa Civil) na esteira de denúncias de suposto enriquecimento ilícito e aumento do patrimônio em 20 vezes.

Em seguida, Alfredo Nascimento (Transportes) não resistiu às denúncias de corrupção na pasta. O outro foi Nelson Jobim (Defesa), obrigado a se afastar após ter criticado ministras do PT.

Lidar com o poder e com dinheiro não é fácil, principalmente quando na esfera pública, dinheiro alheio, que endoida a cabeça de quem pensa que porque o dinheiro é público pode ser usado e abusado, sem prestação de contas.

Mexer com dinheiro é algo muito frágil. São cargos que devem ser ocupados por gente de muita confiança e probidade, coisa difícil hoje em dia.

Críticas sempre vão existir em qualquer governo e situação. Não há quem agrade a todo mundo, mas é bom que existam observadores e críticos, pois numa democracia, a imprensa e a opinião pública têm que ter liberdade de expressão.

Muito embora a gente saiba que a prática está muito longe da teoria e quem manda “no frigir dos ovos” é o poder econômico e o político também.

Não sejamos ingênuos, o que diferencia é que pelo menos na democracia há essa expectativa de liberdade, que por mais torta, capenga e falha que seja, é infinitamente bem melhor do que um regime totalitário, onde não se pode nem abrir a boca para reivindicar alguma coisa.

Numa democracia, pelo menos a gente pode dizer o que avalia como errado e expressar a nossa opinião, embora ainda haja muitas falhas e quem tem mais se sobrepõe aos que têm menos poder de barganha. Isso é fato. A vontade da maioria, muitas vezes vai de encontro a quem está no comando. É o jogo do poder.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Central de Tratamento de Resíduos Sólidos é debatida na ALE

Foto de Olívia de Cássia - arquivo
Sérgio Toledo destacou sua preocupação com a instalação da CTR. Isto porque, segundo ele, em Pilar corre o rio Sapuquinha

Olívia de Cássia - jornalista

A construção de uma Central de Tratamento de Resíduos Sólidos foi debatida entre os parlamentares, na tarde de ontem, 16, na Casa de Tavares Bastos. A questão foi colocada pelo deputado Judson Cabral (PT) em sua fala na tribuna da Casa.

Cabral informou que participou de uma audiência pública com o objetivo de discutir a localização de uma central de resíduos sólidos (CTR) que será implantada no município de Pilar. Segundo o petista, naquele município existe uma reserva privada natural.

Judson observou que foi apresentado na audiência que essa CTR está a uma distância prevista na lei. “Essa é uma questão que o Ministério Público e o Meio Ambiente estão tratando e o IMA está analisando o estudo de impacto ambiental. Mas quero destacar que o projeto é de extrema importância”, disse.

Engenheiro de profissão, Judson Cabral avalia que quando se discute a questão dos resíduos sólidos é importante salientar que cerca de 98% dos municípios alagoanos não possuem aterros sanitários. “E essa central tem a possibilidade de agregar pelo menos 25 municípios para recebimento de seus resíduos”, disse ele.

SÉRGIO TOLEDO

Em aparte à fala do deputado do PT, o deputado Sérgio Toledo (PDT), destacou sua preocupação com a instalação da CTR. Isto porque, segundo ele, naquela região corre o rio Sapuquinha.

“Esta área está exatamente no limite da declinidade para o cânion do rio Sapuquinha. Minha preocupação é de haver um vazamento, mesmo que haja uma impermeabilização de todo esse processo para que não haja infiltrações no subsolo desse material ali depositado”, observou.

Ainda de acordo com Sérgio Toledo, o lixo é um problema, não apenas em nível estadual e nessa linha de pensamento, segundo ele, está trabalhando em um projeto para que o lixo de Alagoas seja distribuído por região, onde seria realizado um mapeamento dos municípios e pontos onde poderiam ser instalados centros de tratamentos.

O deputado do PDT avalia que “esse sistema de tratamento poderia ser um projeto elaborado pelo governo do Estado em parceria com o sistema privado, uma vez que sabemos da dificuldade para a implantação desse projeto”, e destaca que o mapeamento poderia reduzir o custo que é a manutenção do lixo em Alagoas.

Segundo Toledo, a coleta seletiva do lixo é a melhor solução para se enfrentar os problemas de infra-estrutura dos principais centros-urbanos. “Precisamos trabalhar a cultura da separação doméstica dos resíduos de nossa cidade, e tornar hábito da população do nosso Estado”, finalizou. (Com informações da AScom/ALE e de Andreza Araújo/Assessoria do deputado Sérgio Toledo)