quinta-feira, 22 de março de 2012

Deputados aprovam projeto de Medeiros que torna Instituto Biota de utilidade pública

Olívia de Cássia - Assessoria

Foi aprovado, por unanimidade, na sessão desta quarta-feira, 21, na Assembleia Legislativa, o projeto de lei que torna o Instituto Biota de Conservação de utilidade pública. O Biota, que tem sede em Maceió, é uma entidade da sociedade civil sem fins lucrativos e presta serviços de acolhimento e tratamento a animais marinhos mutilados.

O projeto é de autoria do deputado petista Ronaldo Medeiros e segundo ele, objetiva “contribuir com a entidade que realiza seus projetos com o intuito de contribuir na preservação do meio ambiente”.

“Fui procurado pela direção da entidade e tomei conhecimento do trabalho que o Instituto Biota presta aos alagoanos, levantando dados científicos e informando à sociedade, tendo como objetivo despertar na população o desejo de preservação do meio ambientes”, argumenta Ronaldo Medeiros.

Ele observa que entre as principais diretrizes do Instituto Biota pode-se destacar o monitoramento de encalhes de baleias, o monitoramento de desovas e encalhes de tartarugas marinhas, a realização de cursos de educação ambiental nas escolas, ações de limpeza de praias, entre outras ações.

Além disso, o parlamentar explica que a ONG interage intensamente com os alunos da Universidade Federal de Alagoas, polos de Maceió, Penedo e Viçosa. “Tal interação resulta na catalogação e análise científica de dados referentes ao meio ambiente, à fauna e à flora”, disse ele.

AÇÕES COMPLEMENTARES

O Instituto Biota de Conservação atualiza biólogos, veterinários, estudantes, bombeiros, policiais do Batalhão Ambiental, entre outros, por meio de cursos que tratam sobre biologia e conservação de animais marinhos.

Segundo Bruno Stefanis, diretor-executivo da entidade, “dessa forma, eles são capacitados para atuar em encalhes e outras ações, o que amplia o número de pessoas aliadas e que podem contribuir com os projetos da entidade”.

O deputado Ronaldo Medeiros disse que o presente projeto “é de extrema importância, pois estará conferindo a utilidade pública a uma entidade que muito tem a contribuir, não somente no plano prático, como no teórico no que se refere à educação ambiental, desenvolvimento sustentável e preservação das espécies”.

2 comentários:

Anônimo disse...

Obrigado pelo apoio!
Atc,
Bruno Stefanis

Olívia de Cássia-Jornalista disse...

Por nada. O projeto agora vai para o governador sancionar ou vetar, Ele tem quinze dias para isso. Se vetar retorna para a Assembleia para que os deputados votem o veto, mas acredito que o governador vá sancionar. Estamos a disposição.

Gaspari diz que agressão de Bolsonaro aos argentinos foi assombrosa

247 – O jornalista Elio Gaspari ficou indignado com a agressão de Jair Bolsonaro ao povo argentino, dois dias atrás. "A declaração de J...