domingo, 29 de setembro de 2013

Flimar encerra com show de Geraldo Azevedo

Fotos de Olívia de Cássia

Olívia de Cássia-Repórter

Encerrou ontem à noite a IV Festa Literária de Marechal Deodoro, com um show na orla lagunar do cantor e compositor Geraldo Azevedo, que levou centenas de fãs ao delírio com um repertório de seus clássicos da Música Popular Brasileira.

A IV Flimar homenageou o cineasta Cacá Diegues, que participou do evento; e o escritor Graciliano Ramos, com a presença do neto Ricardo Ramos Filho, entre outras autoridades da cultura brasileira.

Ontem, durante o dia, no auditório Espaço Cultural, aconteceram mesas de debate sobre temas literários diversos como o livro digital, o desafio do novo milênio, a grande marca do marketing autoral, com Gustavo Gonçalves, a escritora baiana Miriam Sales, e como moderador Maurício Melo Júnior.

Ao todo foram sete mesas de debate que discorreram sobre as obras de Jorge de Lima, Graciliano Ramos, entre outros autores. O ministro dos Esportes, o alagoano Aldo Rebelo, encerrou o ciclo de palestras com falando sobre A Literatura e o futebol.

Mas antes da palestra, Aldo Rebelo se reuniu na Prefeiturfa com a Comissão da Verdade do Sindicato dos Jornalistas, para dar seu depoimento da época que atuou como jornalista no extinto Jornal de Alagoas, entre outros jornais alagoanos e sobre as imposições da ditadura na época. Depois se reuniu com o prefeito Cristiano Matheus.

Além dessa programação de debate, desde a quinta-feira, 25, foram realizadas várias atividades culturais na cidade, com contação de histórias para as crianças; o trenzinho da Braskem fez passeio com a criançada pelas ruas da cidade; exposição dos quadros do arquiteto e artista plástico Pedro Cabral, que aconteceu no mezanino, na Casa do Marechal; exposição e venda de livros; estandes de artesanato, entre outros momentos.

Marechal Deodoro respira cultura normalmente, com seu acervo histórico de prédios antigos, igrejas e o belo casario. No encerramento das palestras o prefeito e o secretário de Cultura, Carlito Lima, anunciaram no ano que vem a presença do cantor Djavan, como homenageado. 













Nenhum comentário:

Canto escuro

Por Olívia de Cássia Cerqueira Mais uma vez, o autor Daniel Barros leva o leitor/leitora até a última página, sem nem sequer pensarmos em ...