terça-feira, 15 de julho de 2014

Meus sonhos


Por Olívia de Cássia Correia de Cerqueira

Vão ficando
mais distantes
a cada dia...

Me desespero
porque
vejo que
eles estão
se dissipando...
feito areia do mar
em minhas
mãos...

E me questiono
E me desespero
E espero
E quero
viver...

Viver cada minuto
que me resta,
cada segundo
que se apaga
como fagulha
de fogueira
Postar um comentário

De uns tempos para cá...

Por Olívia de Cássia Correia de Cerqueira De uns tempos para cá estou introspectiva, pensando na vida e no tudo que ela me trouxe, ao long...