quinta-feira, 12 de junho de 2014

Última a chegar, Seleção de Gana é recebida com festa em Maceió


Fotos: Adailson Calheiros

Comitiva ficará hospedada no Radisson Hotel Maceió e ocupará 63 quartos de três andares

Olívia de Cássia - Repórter

A Seleção de Gana desembarcou atrasada na noite desta quarta-feira (11), no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares e foi a última a chegar ao Brasil. A comitiva foi recepcionada pelo governador Teotonio Vilela Filho, o prefeito Rui Palmeira e a secretária de Turismo, Daniele Novis, no Radisson Hotel Maceió, onde ficará hospedada durante a Copa.
Os jogadores foram recebidos com muitos gritos e palavras de ordem saudando a seleção, por estudantes e torcedores, alagoanos e africanos, que estavam em frente ao hotel. Governador e prefeito entregaram uma carta de boas-vindas aos visitantes.
Teotonio e Rui destacaram a satisfação de receber a seleção em Maceió: “É uma alegria enorme ver a receptividade dos alagoanos com a seleção de Gana, que é uma equipe muito forte; vou torcer em primeiro lugar pela seleção brasileira e depois por Gana”, disse Vilela.
Rui Palmeira também disse que era “uma alegria e uma satisfação enorme receber a seleção” e parabenizou a todos. O secretário Álvaro Machado afirmou que um dos benefícios que a vinda da seleção de Gana traz para o Estado é que em Maceió estão hospedados jornalistas internacionais de vários países, principalmente da Alemanha e de Portugal, que estão fazendo matérias de turismo e vão projetar o Estado em outros países. “Isso é muito bom”, disse Machado.
Torcida fazia a festa antes da chegada dos ganenses ao hotel (Foto: Adailson Calheiros)
A permanência da seleção de Gana em Alagoas vai depender da sua classificação nos jogos e o secretário Álvaro Machado disse que quanto mais ela permanecer em Alagoas será melhor para o Estado.
Torcedores se aglomeraram logo cedo na porta do hotel e o número foi crescendo: enquanto aguardavam a comitiva africana na porta do hotel, os estudantes exibiam cartazes e empunhavam bandeirinhas do Brasil, de Gana e de Alagoas, além de fazerem muito barulho com as cornetas e apitos.
O estudante Adelino Queta é de Cabo Verde, mas mora há quatro anos em Maceió e cursa Engenharia ambiental na União de Faculdades de Alagoas (Unifal). Ele estava acompanhado de um grupo de estudantes da instituição educacional e do Centro de Estudos Superiores de Maceió (Cesmac), com cartazes escritos na língua africana que dizia Akwaba em Maceió, algo como ‘Bem-vindos a Maceió’. Eles relataram que foram dar uma força para os jogadores.
Meia do Milan, Essien foi um dos mais festejados pela torcida alagoana (Foto: Adailson Calheiros)
“Gana é uma das melhores seleções da África e o espírito africano fala mais alto; estamos juntos, viemos apoiá-los”, observou exibindo apitos e bandeiras. A seleção treinará no Estádio Rei Pelé, o Trapichão, a partir das 15h30 de sexta-feira, para 10 mil pessoas e os ingressos foram distribuídos a alunos da rede pública e privada do Estado. Seu primeiro jogo acontece na segunda-feira, 16, contra a seleção dos Estados Unidos, na Arena das Dunas em Natal.
A reportagem apurou que a comitiva africana chegou com cerca de 90 componentes e vai ocupar 63 quartos e três andares do hotel. Antes da chegada, comentou-se da possibilidade da vinda dos ministros Aldo Rebelo (Esportes) e das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo.
O policiamento foi redobrado para receber os visitantes, que também foram acompanhados por uma aeronave do Estado. Policias do Bope, Polícia Militar, Força Nacional e Exército fizeram a segurança. O trânsito ficou congestionado na Pajuçara pela grande movimentação e agitação que se formou no local: crianças vestidas com a camisa da seleção brasileira, acompanhada dos pais, ciclistas exibindo bandeiras das nações africana e brasileira, além da expectativa da chegada dos melhores jogadores da seleção como Essien, Asamoah Gyan, Boateng, Mutari e Kwadwo Asamoah.
Também participaram da recepção aos jogadores africanos o professor Eduardo Magalhães (assessor para assuntos internacionais do governo);  o secretário de Esportes, Jorge Sexto e o procurador Eduardo Tavares.
Asamoah Gyan, atualmente no Al Ain dos Emirados Árabes Unidos (Foto: Adailson Calheiros)
Kevin-Prince Boateng, meia que joga no Schalke 04, da Alemanha (Foto: Adailson Calheiros)
Sulley Muntari é companheiro de Essien, Robinho e Kaká no Milan (Foto: Adailson Calheiros)
Kwadwo Asamoah joga na defesa na Juventus, de Turim (Foto: Adailson Calheiros)
Postar um comentário

Em livro, jornalista mostra como descobriu mais de 80 casos de doença rara na família

By Odilon Rios (Site Repórter Nordeste São grandes os desafios das pessoas que convivem com os efeitos da doença de Machado-Joseph, que é...