quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Quem sabe...

Olívia de Cássia Correia de Cerqueira

Um dia, quem sabe,
Vou te encontrar por aí
E dizer que eu sobrevivi,
Que venci, apesar de você.
E longe, bem longe
Das tuas artimanhas
Eu consegui ser alguém
Melhor do que fui...
Quem sabe eu possa
Te dizer que valeu a pena
Cada minuto vivido,
Cada lágrima sentida
E cada sorriso no rosto.
Quem sabe eu possa ....
Postar um comentário

A ficha ainda não caiu

Por Olívia de Cássia Prestes a realizar um sonho de adolescente – a publicação do meu primeiro livro, no próxima dia 3 de agosto – ainda nã...