sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

OAB divulga nota sobre cursos de Direito do Estado reprovados no Exame de Ordem

Olívia de Cássia- Repórter

A assessoria da Ordem dos Advogados do Brasil\Alagoas divulgou nota à imprensa, no final da tarde de ontem, colocando sua posição a respeito dos cursos de Direito, de faculdades alagoanas que obtiveram nota zero no XI Exame de Ordem Unificado, da OAB.

O presidente da Comissão, advogado Delcio Deliberato, comentou o resultado do certame em Alagoas e disse que é preciso cautela ao analisar a situação. Segundo ele, as quatro instituições de ensino que não obtiveram aprovação no Exame, tiveram poucos candidatos inscritos. “Número este, considerado pequeno, quando comparado às instituições que obtiveram o maior número de aprovados no Estado”, observa.

Delcio Deliberato, segundo a nota, não analisa a qualidade do ensino jurídico no Estado, mas entende que “proporcionalmente, quanto menor o número de inscritos, menor a chance de aprovados” e se colocou à disposição da imprensa para esclarecer os fatos referentes ao Exame de Ordem.

O Exame unificado avaliou estudantes de Direito de 1.291 campi universitários de todo o país. O resultado divulgado é referente à primeira fase do processo, que é composto por  provas objetivas  de 16 áreas do Direito e mais o Estatuto da OAB. Segundo informações do Conselho Federal da Ordem, o índice nacional de aprovação ficou em 19,64%. Alagoas ficou abaixo da média nacional apresentando índice de 17,53%.

Dos candidatos que prestaram o exame e nenhum deles foi aprovado, estão na lista os cursos da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), Instituto de Ensino Superior de Alagoas (Maceió), Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais de Maceió e o curso do Cesmac do polo de Palmeira dos Índios.

Os maiores índices de aprovação em Alagoas são dos cursos de Direito da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), que obteve 48,48% de aprovação, e da Faculdade Integrada Tiradentes (Fits) com 26,44%.

No ranking dos cursos do Nordeste, as faculdades de Alagoas também não tiveram bom desempenho. No ranking nacional, Alagoas ficou em 21º lugar. Ao todo, 126 campi não tiveram nenhum candidato aprovado na segunda etapa.

A reportagem tentou contato com duas faculdades que não tiveram alunos aprovados no Exame da OAB, mas até o fechamento desta edição não teve retorno.
Postar um comentário