quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Produtor cultural e ator, Julien Costa vai lançar CD no final de janeiro

Foto: Olívia de Cássia
A ideia é colocar textos e músicas de artistas consagrados que ele aprecia e vender para os amigos
Olívia de Cássia – Repórter

Julien Costa é produtor cultural, além de ator, diretor e dramaturgo da Companhia Teatro da Meia-Noite Artistas Associados. Com 23 anos de teatro, ele conta que está lançando um CD, no final de janeiro.
A ideia é colocar textos e músicas de artistas consagrados que ele aprecia e vender para os amigos a R$ 10 para contribuir com os custos. Segundo ele, vai aproveitar a alta temporada, quando Maceió vai estar cheia de turistas.
“Será uma grande brincadeira, com textos e músicas que gosto; a cada dez anos, eu comemorava com gravação de CD; esse demorou mais um pouco.  Sou um lutador das artes cênicas e acho que a gente teve vários avanços este ano e estou bem esperançoso para 2016, que a nossa cultura se desenvolva mais”, observa.
O ator está com um projeto e conta qual a ideia: “É tentar filmar essas intervenções  com o público e pedir autorização deles para depois fazer um documentário audiovisual, mostrando o quanto as pessoas estão carentes, precisam falar e às vezes não conseguem nem para a própria família e nem para os amigos”, avalia.
Julien Costa diz que tem uma performance, que é uma intervenção de rua que ele está preparando. “É o vendedor de conselhos, baseado naquele ditado antigo que ‘se conselho fosse bom ninguém dava, vendia’. Aí eu vou ter um personagem que vai circular as ruas de Maceió”, explica.
Nesse trabalho, Julien destaca que o personagem sai com um banquinho para vender conselhos às pessoas; elas vão poder parar e os personagens vão sentar numa cadeirinha e pagar pelos conselhos dele. “Vamos ver quantas pessoas são capazes de pagar por conselhos”, comenta.
TECNOLOGIA
Ele observa que a tecnologia foi criada para encurtar distâncias, mas ela distancia os próximos. “Todo mundo hoje vai para um restaurante e fica no celular e ninguém conversa. Às vezes é um problema corriqueiro e simples”.
Segundo o ator, as pessoas estão tão acostumadas em buscarem as receitas na internet; para emagrecer, para engordar, para ficar bonita, maquiagem, “que estão esquecendo do simples, do básico, do essencial, que é a essência, que o simples está no abraço do filho, no diálogo com a mãe, a base de tudo é a família”, analisa. 
Postar um comentário