segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Judson diz que o país está vivendo disputa sem limites por espaços de poder


Olívia de Cássia - Repórter 


O ex-deputado estadual pelo Partido dos Trabalhadores e atual presidente  do Serveal [Serviço de Engenharia do Estado de Alagoas] Judson Cabral  foi um dos convidado à mesa na convenção do PDT, no sábado 12,  pelo ex-governador Ronaldo Lessa.


Já à mesa da convenção, Judson disse que o país passa por um momento de convulsão política; uma disputa sem limite por espaços de poder: “Nós precisamos fazer uma reflexão muito ampla e aprofundar bem a nossa visão de tudo isso que está acontecendo”, destacou. Foto: Paulo Tourinho
 “Tive a honra de ter o Judson  como parte da minha equipe, com todo o respeito aos demais, mas foi o grande coordenador do Transporte da cidade de Maceió, quando fui prefeito”, disse o deputado federal Ronaldo Lessa (PDT).
Já à mesa da convenção, Judson  disse que o país passa por um momento de convulsão política; uma disputa sem limite por espaços de poder:  “Nós precisamos  fazer uma reflexão muito ampla e aprofundar bem a nossa visão de tudo isso que está acontecendo”, destacou.
O petista disse que é preciso que os setores da sociedade (partidos políticos) tenham uma visão crítica, mas também ter uma visão de país. “Quero agradecer a todos pelo convite, parabenizar o PDT e dizer que pessoas esquecem que somos todos entes políticos e temos que dar a nossa contribuição, que temos que fazer o enfrentamento , quando necessário”, disse ele.
Judson observou que muitas vezes a imprensa quer impor a fazer julgamento sumário de qualquer agente que ocupa cargo político. “Temos que ter serenidade; sei que o PDT tem suas posições, muitas vezes  contrárias, mas são opiniões necessárias. Esse é um momento de altivez e é preciso que o governo saiba que alguns se posicionam pelo bem do País”, pontuou.
O ex-deputado observou que o Brasil tem uma democracia jovem e em momentos como esses, de dificuldades, “é importante que nós sejamos firmes; quero dizer, como militante do Partido dos Trabalhadores, em momento crítico de reflexão eu saúdo a convenção do PDT e parabenizo a todos presentes”, concluiu.
Postar um comentário

E agora, o que fazer?

Por Olívia de Cássia E agora, o que fazer? Essa pergunta me veio à baila, antes e depois da aposentadoria por invalidez e em alguns dias q...