quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Esperança...

Olívia de Cássia - jornalista

A gente nunca sabe com o que vai se deparar na vida. Às vezes acreditamos que podemos mais do que somos capazes de executar e de repente a vida dá uma rasteira tão grande que é capaz de açoitar tudo o que a gente acha que tem de melhor.

Leva embora a expectativa, a esperança e a vontade de continuar.  E nessas horas ficamos sem rumo, sem chão, sem prumo. Se não formos fortes o suficiente para respirar, colocar um sorriso no rosto e seguir em frente, podemos chegar ao fundo do poço.

E nessas horas temos que buscar o que ainda nos resta de força para que a gente renasça das cinzas, feito a fênix da mitologia grega. Eu sempre me lembro disso quando me vejo em alguma situação inusitada.

É sempre bom a gente ter fé na vida e acreditar nos bons princípios, procurar semear o bem,  porque se assim não for, tudo se torna mais difícil e indigesto. Dizem os espiritualizados que tudo o que vai tem retorno; o que se planta colhe. Eu também acredito nisso.
Postar um comentário

Em livro, jornalista mostra como descobriu mais de 80 casos de doença rara na família

By Odilon Rios (Site Repórter Nordeste São grandes os desafios das pessoas que convivem com os efeitos da doença de Machado-Joseph, que é...