Produtos da época podem deixar ceia natalina mais barata

Frutas da época são uma opção para deixar a ceia de Natal
menos salgada para o bolso do consumidor
Olívia de Cássia - Repórter\
Tribuna Independente

A ceia de Natal com produtos da época pode sair mais barata para as famílias, já que a ordem é economizar. Essa é a dica da nutricionista Renata Castro. Segundo ela, para a ceia natalina o ideal é que o consumidor pesquise e procure os alimentos da época, como frutas, pois o custo deles é bem menor.
Segundo Renata Castro, para a dona de casa fazer uma ceia saborosa, nutritiva e sem muitos gastos, antes de tudo, a pesquisa é uma ferramenta muito útil.
“A escolha do alimento que será utilizado na ceia de Natal é muito variável, dependendo da região do País. Tem alimentos que consumimos no Nordeste, que no Sul não é costume e vice versa, mas é ideal fazer uma pesquisa de preço para que a ceia se torne mais econômica”, observa.
Renata Castro sugere para a ceia o peru, que já é tradicional, as massas, frutas e como sobremesa “uma opção que seja saborosa, mas que também não seja muito dispendiosa no orçamento, pois os alimentos aumentaram de preço”, destaca.
A nutricionista ressalta ainda que uma opção para a ceia é quem for participar da festa, levar um prato. “Tem famílias que fazem ceias comunitárias, como na minha rua, e cada pessoa leva uma opção de comida; isso é bom, barato e aproxima mais do clima natalino”, destaca.
PRESENTES
O economista Pedro Verdino é especialista em microcrédito e economia popular e disse que uma opção nessa época do ano, para as pessoas que sobrevivem da economia popular, é procurar o presente pelo preço e utilidade que deve dar a pessoa que irá recebê-lo.
“Também na classe popular, nessa época do ano há um aumento significativo do microcrédito, devido às compras natalinas, por isso é indicado que além de o presente ser de utilidade, que se pesquise o preço”, destaca.
Festa natalina tem que ser planejada
Segundo a especialista em festas e cerimoniais Solange Costa Barreto, que também é bacharel em economia, a festa natalina também tem que ser bem planejada para que tudo saia a contento. Ela observa que mesmo em lugares mais sofisticados e residências mais aquinhoadas, pode-se fazer uma ceia rica em nutrientes e com mais economia.
“Em época de grandes gastos é importante que as famílias se planejem e vejam como e quanto podem e devem gastar na ceia de Natal e no Réveillon também. A indicação é evitar o desperdício na ceia natalina. O que sobra pode ser reaproveitado no almoço de Natal ou em doações para famílias carentes”.
Nutricionista Renata Castro sugere a cada participante levar um alimento (Foto: Arquivo pessoal)
Solange Barreto dá algumas dicas para a ceia de Natal: “Procure os amigos e parentes para fazer a ceia natalina em conjunto; com isso todos conseguirão economizar: ficar em casa e curtir este momento em família e amigos são recomendações econômicas que valorizem o significado da data”, explica.
Segundo a cerimonialista e bacharel em economia, não é aconselhável deixar para última hora as compras de produtos para as festas: é o caminho para não pagar mais caro. “Troque produtos caros e importados por produtos nacionais e mais baratos; a comida pode ser deliciosa também e se adequar ao nosso clima”, ensina.
Pedro Verdino recomenda pesquisa de preço na hora de escolher do presente (Foto: Arquivo pessoal)
No que diz respeito aos presentes, ela observa que é de bom gosto fazer uma lista para não ser deselegante e esquecer de alguém presente. “O ideal é procurar descobrir o que a pessoa que você vai presentear está necessitando ou seu gosto musical, se for presentear com CDs ou DVDs, livros, entre outros. É bom se evitar presentear todos com produtos caros; o ideal é analisar caso a caso e priorizar pessoas mais próximas”, disse ela.
‘Economia e beleza podem andar juntas’
“Use a imaginação e faça receitas com produtos que já possua, capriche na apresentação e terá uma ceia deliciosa; capriche também numa decoração com materiais que já possui ou reciclados. Economia e beleza podem andar junto, não é necessário gastar fortuna com produtos caros, reutilize a decoração de natais passados”, ressalta a cerimonialista Solange Barreto.
SURPRESA
Daniel Tenório conta que está namorando e vai fazer uma surpresa para a namorada. “Quero presenteá-la com uma joia ou algo que a faça lembrar de mim”, destaca orgulhoso.
Segundo o jovem Daniel Tenório é importante mostrar à pessoa amada o carinho que sente por ela. “Não é que eu ache que vou comprá-la com um presente, mas avalio como algo carinhoso e pertinente”, observou.
Maria da Conceição Tavares da Costa é dona de casa aposentada, tem seis filhos e oito netos e todos vão passar o Natal com ela. Pelo telefone ela diz que os preparativos já estão quase todos prontos.
“O peru vamos mandar assar na padaria, porque em casa já estou fazendo também um pernil. Minhas filhas vão trazer outros pratos e minhas noras também”, observa. Segundo dona Conceição da Costa, a família todo ano faz amigo secreto e sempre conversam antes do sorteio dos nomes sobre o que querem receber. “Para a gente não passar vergonha e dar alguma coisa que o outro não precisa ou não quer”, explicou.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Que vença o melhor

De repente você percebe

Até quando não sei