sexta-feira, 21 de março de 2014

Tribuna Independente chega à edição nº 2.000, apesar das dificuldades

Edição significa a vitória de todos os que fazem o jornal, com trabalho e dedicação
Olívia de Cássia – Repórter
Nesta sexta-feira, 21, a Tribuna Independente chega a sua edição número 2.000, apesar das dificuldades e entraves que tem enfrentado no dia a dia.  A Tribuna é o principal carro-chefe da Jorgraf (Cooperativa dos Jornalistas e Gráficos de Alagoas), que completa sete anos no próximo mês de julho.
Para o presidente Antonio Pereira, chegar a esta edição do matutino é um marco histórico: “Em nível mundial nós somos uma cooperativa única que reúne duas categorias: jornalistas e gráficos, e eu não conheço na história do Brasil nenhuma que tenha tido uma periodicidade tão permanente como a nossa”, argumenta.
Segundo Pereira, a edição desta sexta-feira da Tribuna Independente “é uma data histórica, por conta de todo esse processo que nós vivemos. Toda e qualquer empresa  tem suas dificuldades,  momentos de insatisfação  e estresse; todo empreendimento sofre altas e baixas, ainda mais nós que já vamos completar sete anos: não tem como não passar por período de turbulências”, reforça.
A diretora comercial da Tribuna, Marilene Canuto, disse que chegar até esta edição significa uma vitória: com muito trabalho, esforço e dedicação de todos; um público muito grande para anunciar, ler e os assinantes.
“Quando nós começamos com a edição número 1, chegávamos às empresas e os empresários  nos olhavam desconfiados, sem acreditar muito na proposta e nós chegamos até aqui é uma vitória. Eu só tenho a agradecer: à equipe que formamos, que é batalhadora, competente, comprometida com a informação, com o assinante e com o leitor; isso não tem preço”, ressalta.
Marilene observa ainda que a maior conquista hoje da cooperativa é mostrar para o público, para a sociedade, “que com união e trabalho podemos fazer uma coisa acontecer e nós estamos fazendo isso”, explica.
José Paulo Gabriel, diretor financeiro da Tribuna, disse que a edição 2.000 é mais uma das muitas conquistas que a cooperativa tem pela frente. “Eu sempre fui muito otimista com relação à Tribuna; nunca me deixei abater pelas dificuldades, apesar de ter o pé no chão; sempre acreditei no potencial de todos os que fazem a empresa e esse é um momento para a gente comemorar; uma vitória”,  pontuou.
O responsável pela circulação do jornal, Alexandre Moreira, disse que a edição número 2.000,  para os cooperados, significa mais que um sonho: “Uma realização, vindo de lá de trás como a gente veio, sem perspectiva nenhuma, com relação às causas trabalhistas,  e conseguir  montar a cooperativa, saindo do zero, sem ajuda de ninguém, chegando aos sete anos com a cooperativa enxuta, com equipamentos, postos de trabalho garantidos, eu não tenho palavras para dizer da satisfação de como as coisas aconteceram”, disse Moreira.
Carivaldo Nascimento, da área administrativa da Tribuna Independente, também falou sobre os sete anos do jornal e sobre a edição desta sexta-feira e disse que foi com muito sacrifício que a Tribuna Independente chegou até aqui: “Mas estamos na luta, com muita dificuldade, com muito sacrifício, e em momento algum pensamos em desistir”, finaliza.

Postar um comentário

E agora, o que fazer?

Por Olívia de Cássia E agora, o que fazer? Essa pergunta me veio à baila, antes e depois da aposentadoria por invalidez e em alguns dias q...