sábado, 9 de maio de 2015

Projeto Três de Trinta acontece Hoje, sábado dia 9, às 21 horas, no Boteco Lugar Nenhum

Olívia de Cássia - Repórter


Logo mais, às 21 horas, os artistas Junior Almeida, Fernando Nunes e Tony Augusto se apresentam no Boteco Lugar Nenhum, na Travessa Jatiúca, 180, Maceió, ao lado da loja Mister Frios, com o show Três de Trinta, para celebrar os 30 anos de começo de carreira dos três artistas.

Segundo Junior Almeida, o projeto nasceu na ideia de confraternizar - Fotos: Paulo Tourinho
Segundo Junior Almeida, o projeto nasceu na ideia de confraternizar: “Fernando Nunes estava passando por aqui, fazendo produção do disco da Banda $ifrão e teria essa semana em Maceió; a gente conversando avaliou que seria interessante que tocássemos juntos e começamos a lembrar que em 2015 estamos completando 30 anos de música”, observa.

Amigos artistas se reúnem para lembrar início de carreira

Junior Almeida destaca que os três chegaram à mesma época no mundo da música. “Eu estava participando do Festival Universitário de Música; Tony estava com Asas da Imaginação e Fernando  com a banda de rock. Na verdade, conseguimos um motivo para  fazer o encontro e a partir do momento em que a gente se reúne  para tocar, começa a alimentar outras coisas, uma delas foi a continuação desse trabalho”, explica.

O projeto tem um formato enxuto e segundo Junior Almeida, os músicos vão tocar e cantar músicas que marcaram esses trinta anos de música e coisas de hoje

O projeto tem um formato enxuto e segundo Junior Almeida, os músicos vão tocar e cantar músicas que marcaram esses trinta anos de música e coisas de hoje. “Lúcia Colagem foi uma música que nunca toquei em show e hoje vamos tocar; Canção de Amor e Ódio, para lembrar essas coisas e convidar umas pessoas como Carlos Moura, que é uma referência para todos nós e fará uma participação especial; vai ser uma brincadeira boa”, observa.

Carlos Moura

O cantor e compositor alagoano Carlos Moura disse que recebeu o convite para fazer parte desse projeto de hoje, no Boteco Lugar Nenhum e destacou que ficou muito feliz com o convite. São 40 anos de carreira e ele conta que começou tocando numa banda chamada Bárbaros, tocando músicas dos Beatles.

Carlos Moura é o convidado especial da noite

O artista está morando atualmente em Maceió e diz que na época da banda fez muito baile. “Fizemos muitos bailes aqui em Maceió e em todo o Estado. Viajei para o Rio de Janeiro, gravei três discos: Reviravolta; Rosa de Sol (com Minha Sereia), que aconteceu no Brasil inteiro e o terceiro disco foi Água de Cheiro, com parcerias de alagoanos”, destaca.
Carlos Moura conta que morou 16 anos no Rio de Janeiro, passou oito sem gravar: “Para mim foi uma barra, não estava legal para show, aí a Paraíba me abriu as portas; foi um lugar que me deu muita força e passei um tempão lá, fazendo shows  em todo o Estado. Foi muito bom para mim”, destaca.

Carlos Moura conta que morou 16 anos no Rio de Janeiro, passou oito sem gravar

Segundo ele, durante os oito anos que ficou sem gravar e fazer shows, ele  se virava tocando na noite, em barzinho. O artista destaca que em 2014 foi homenageado pela Prefeitura de Maceió, teve um show que marcou a sua volta. “Agora estou esperando para o São João, vou até a Bahia, Campina Grande. No projeto de hoje vou cantar minhas músicas, cada um cantará as suas”, pontua, acrescentando que o projeto deveria continuar. 
Postar um comentário

Alguns instantes. Vivendo por aí...