terça-feira, 15 de abril de 2014

Empresa do Ceará é contratada para fazer demolição de silo

Foto de Sandro Lima
Olívia de Cássia - Repórter

No final da tarde de ontem, o Grupo Motrisa distribuiu nota à imprensa informando à população alagoana que a empresa cearense contratada para a remoção do silo desabado no último dia 7 de abril já se encontra em Maceió. Dois profissionais, um calculista e um engenheiro fizeram estudos técnicos necessários para a demolição, durante todo o dia.
Segundo Rafael Benedict, de acordo com o cronograma da empresa, na quarta-feira (16 de abril) os laudos técnicos junto com a documentação serão entregues a todos os órgãos competentes (Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, entre outros). “A partir daí, após a análise dos órgãos competentes será definido o dia da demolição do restante do silo, com a presença do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil”, observou.
Também no dia de ontem, os moradores vizinhos do Moinho se reuniram com advogados da empresa para pedir providências com relação as demandas ainda não atendidas. Segundo Rafael Benedict, a principal reivindicação feita pelos moradores é sobre o retorno deles para suas casas ou para imóveis providenciados pela empresa.
Ele destaca que o Moinho Motrisa está tentando agilizar a volta dos moradores  e do comércio para o local onde o risco de desabamento é bem menor, mas a liberação depende da autorização da Defesa Civil, que deve avaliar se é seguro o retorno.
No total, 26 famílias foram afetadas pelo desabamento e parte delas está hospedada em um hotel disponibilizado pelo Moinho. Mas, da mesma forma que as pousadas e hotéis que alguns moradores estão já estavam com reservas feitas para o feriado da Semana Santa, eles vão sair para se instalarem em casas alugadas com mobília pela empresa, que também contratou uma assistente social para dar auxílio aos que foram prejudicados com o acidente.
Postar um comentário