terça-feira, 29 de abril de 2014

E de repente...

Olívia de Cássia Correia de Cerqueira

E de repente vem a luz
Que te mostra o caminho,
Para que a gente não continue
A percorrer por trilhas
Sem limites, Inúteis;
E de repente as lágrimas se foram,
O sorriso brotou no meu rosto
Fiquei mais forte e mais segura,
Já não tenho aquela dependência
Emocional que tinha antes.
Sobrevivi à tempestade,
às armadilhas da vida,
ao caos Interior...
E de repente vem ...
Postar um comentário