segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Socorram o Rio Mundaú

Olívia de Cássia Correia de Cerqueira

Meu amado Rio Mundaú,
o rio da minha infância,
Pede socorro.
Clemência 
para quem pode socorrê-lo:
Da poluição, dos maus tratos
e da indiferença do ser humano,
Da falta de consciência
política e de sensibilidade.
Percorri vários trechos
do meu amado rio de tantos banhos
na infância e ele agoniza.
Era como se pedisse socorro! 
Eu ouvi seus gritos.
Socorram
o Rio Mundaú!
Postar um comentário

E agora, o que fazer?

Por Olívia de Cássia E agora, o que fazer? Essa pergunta me veio à baila, antes e depois da aposentadoria por invalidez e em alguns dias q...