sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Geraldo Cardoso vai participar do show Maceió Meu Xodó, em comoração aos 200 anos de Maceió

Olívia de Cássia

O Matuto de Luxo Geraldo Cardoso, forrozeiro de raiz vai participar do espetáculo Maceió Meu Xodó, em comemoração pelos 200 Anos de Maceió, que acontece neste sábado, 5, dia do aniversário da cidade.
O Matuto de Luxo Geraldo Cardoso, forrozeiro de raiz vai participar do espetáculo Maceió Meu Xodó, em comemoração pelos 200 Anos de Maceió, que acontece neste sábado, 5 (Foto: Paulo Tourinho)
O show acontece no estacionamento de Jaraguá, às 20h, e contará com a participação de 400 artistas que vão cantar, dançar e exibir a nossa cultura, num espetáculo nunca visto antes pelos alagoanos.
O espetáculo é fruto do trabalho coletivo que envolve além dos cerca de 400 artistas vistos em cena, 150 profissionais entre técnicos e equipe de produção. Para que tudo isso se tornasse real a Prefeitura, por meio da Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmac), contou com mais uma importante parceria com o Ministério da Cultura (MinC), por meio da Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural, graças à emenda parlamentar do deputado federal Paulão (PT).
A direção de cena e elenco do espetáculo traz a assinatura de Glauber Teixeira e David Farias; direção musical do maestro Almir Medeiros. Já a arquiteta Mirna Porto é responsável pelo projeto de toda estrutura.
“Para mim é uma alegria estar participando desse evento comemorativo aos 200 anos de Maceió”, ressaltou Geraldo Cardoso, que fará uma apresentação musical descontraída, prometendo muita animação.
“Quero agradecer à Fmac e ao deputado Paulão, por ter apresentado a emenda parlamentar que deu suporte mais esse evento”, pontuou o Matuto de Luxo.
O Maceió Meu Xodó terá nove blocos distintos entrelaçados por momentos especiais de exaltação às tradições, manifestações, grupos e artistas representativos do nosso “ser maceioense”.
O evento começa com o show de abertura, seguido pelo ‘Boa Noite’ com os artistas ocupando toda a estrutura de palco, passarela e elevador. Na sequência vêm os momentos ‘Xangô Rezado Alto’, ‘Maceió Folia’, ‘Giro de Folguedos’, ‘Maceió, Isso Aqui Tá Muito Bom!’, ‘Som da Cidade’, ‘Tons de Maceió’, e ‘Maceió, Minha Sereia’ fechando o roteiro.
Entre as músicas a serem cantadas e encenadas estão as clássicas Ponta de Lápis, de Beto Barbosa; Minha Sereia, de Carlos Moura; Só Gosto de um Amor Só, de Aldemar Paiva; e Cidade Sorriso, de Edécio Lopes. E tem muito mais: Maceió, Meu Xodó, de Chico Elpídio; Coisas da Natureza, de Toni Augusto; Não Há Quem Não Morra de Amores, de Eliezer Setton; a emocionante Senhora dos Prazeres, de Máclein; e Mundaú Manguaba, de Ricardo Mota.
Postar um comentário

Ainda tenho esperança

Por Olívia de Cássia Cerqueira O dia amanheceu com mais uma promessa de vida. É sexta-feira, dia de alegria, como todos devem ser: de agr...