sexta-feira, 6 de março de 2015

Atividades em Maceió lembram o Dia Internacional da Mulher

Foto: Adailson Calheiros

Segundo Girlene Lázaro, caminhada terá denúncias sobre violência contra a mulher no Estado e cobrança de políticas públicas
Segundo Girlene Lázaro, caminhada terá denúncias sobre violência contra a mulher no Estado e cobrança de políticas públicas


Olívia de Cássia - Repórter - Tribuna Independente
O Dia Internacional da Mulher, comemorado no próximo dia 8 de março, será lembrado em Maceió com diversas atividades. A Central Única dos Trabalhadores em Alagoas (CUT/AL) está organizando um ato que será realizado nesta sexta-feira (6), a partir das 9 horas, com participação dos movimentos sociais alagoanos e concentração na Praça Sinimbu.
Segundo Girlene Lázaro, secretária da Mulher da CUT/AL, o tema do ato público será “Trabalhadoras em Luta por Igualdade, Liberdade e Autonomia”, com uma caminhada que terá denúncias sobre a violência contra a mulher no Estado, cobrança de políticas públicas para as mulheres, ação permanente do Estado para garantir direitos às mulheres – mais empregos, escolas, creches, segurança entre outros.
O percurso da caminhada será pelas ruas do centro da capital até o Palácio República dos Palmares, onde será entregue um documento. Ainda na sexta-feira, também a partir das 9 horas, a Assembleia Legislativa realiza uma audiência pública que contará com palestras da secretária da Mulher e dos Direitos Humanos, Roseane Cavalcante Freitas (Rosinha da Adefal).
O tema da audiência será: “Participação política da mulher nos espaços dos poderes constituídos e ações prioritárias que serão desenvolvidas durante o mês de março” e “Políticas Públicas de promoção à autonomia da mulher, que proporcionem a erradicação da pobreza extrema e o exercício pleno da cidadania”, com Solange Jurema, primeira ministra da mulher no Brasil.
A audiência também vai lembrar o aniversário de 82 anos do primeiro voto feminino no país. No dia 8, domingo, haverá uma caminhada na orla marítima com concentração no Pavilhão do Artesanato, a partir das 8h30, que está sendo organizada pelo Conselho Estadual da Mulher e outras entidades.
Roseane Cavalcante destacou a importância do papel feminino na sociedade e disse que durante todo o mês de março, a Secretaria da Mulher do Estado junto aos movimentos sociais, está preparando diversas atividades para lembrar a data, a exemplo de ato-show com cantoras da terra, promoção de maior celeridade no julgamento de ações de crimes contra a mulher, seminários e palestras.
Bancários mobilizam trabalhadoras para comemorar a data
O Sindicato dos Bancários de Alagoas deu início na segunda-feira (2) às atividades referentes ao Dia Internacional da Mulher. Para isso, segundo o presidente Jairo França, está realizando visitas às agências e debatendo com a categoria as bandeiras de luta do movimento feminista.
Segundo o presidente da entidade, além de saudar as bancárias pela passagem do 8 de março,  o Sindicato está distribuindo panfleto e camisas com as colegas; divulgando a campanha contra o assédio sexual nas ruas e homenageia diversas lideranças femininas.
(Foto: Sandro Lima / Arquivo)
França diz que entidade está divulgando a campanha contra o assédio sexual
As atividades do Dia Internacional da Mulher começaram pelas agências de Santana do Ipanema e Palmeira dos Índios. Na quarta-feira (4), o Sindicato visitou todas as unidades de Arapiraca. A programação continua nesta sexta-feira nas agências bancárias da capital.
“O principal símbolo da mobilização este ano são as mulheres que se destacaram na luta por direitos, cidadania, justiça social, democracia e liberdade, entre outros princípios. São companheiras que contribuíram para a sociedade nos segmentos político, social, artístico, religioso”, destaca Regis de Souza, diretor do sindicato.
Segundo Regis Souza, o sindicato também está intensificando nesta data a luta contra a discriminação no trabalho e a violência contra a mulher. “Dados coletados em pesquisas da Contraf-CUT e do Dieese demonstram que a desigualdade de gênero nos bancos ainda é muito grande, sobretudo quando se trata dos cargos de chefia e da remuneração, que são   menores para as mulheres”, pontua.
TJ agiliza julgamento de ações que envolvem violência contra a mulher *
O Poder Judiciário de Alagoas tem 776 processos pautados para a Semana Nacional da Justiça pela Paz em Casa, que ocorre de 9 a 13 de março, na capital e no interior, e tem como objetivo agilizar o julgamento de ações envolvendo violência contra a mulher.
Segundo a Diretoria de Comunicação do Tribunal de Justiça de Alagoas (Dicom/TJ), nos cinco dias de mutirão estão previstas 772 audiências, sendo 513 em Maceió e 213 no Juizado da Mulher, em Arapiraca. As outras 46 ocorrem nas Comarcas de Penedo, União dos Palmares e Mata Grande. Na Capital, as audiências terão início às 8h, no prédio do curso de Direito do Centro Universitário Cesmac, na Rua Íris Alagoense, no bairro Farol.
Durante a semana, também serão realizados quatro júris populares (três em Maceió e um em Penedo). O caso do interior teve como vítima Genilda da Silva, funcionária de um supermercado assassinada, em agosto de 2012, supostamente a mando do ex-companheiro, Uzemar Leite da Silva Júnior. O réu será julgado pelo Tribunal do Júri da Comarca, no próximo dia 11, às 9h.
“A violência contra a mulher é um problema que precisa ser enfrentado e combatido”, afirmou o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), desembargador Washington Luiz Damasceno Freitas, que solicitou aos magistrados a designação de júris e audiências para a Semana.
De acordo com a juíza Fátima Pirauá, presidente da Associação Alagoana de Magistrados (Almagis), a força-tarefa vai conferir uma visibilidade ao problema da violência doméstica, que atinge um grande número de mulheres. “É fundamental que o Judiciário dê uma resposta para a sociedade, acelerando o julgamento dessas ações”, destacou.
A Semana Nacional da Justiça pela Paz em Casa foi idealizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e vai mobilizar todas as Cortes de Justiça do país.
* (com assessoria)
Postar um comentário