sexta-feira, 9 de setembro de 2016

O que esperar?

Por Olívia de Cássia

O que esperar de um governo que está tirando todos os direitos conquistados pelos trabalhadores e movimentos sociais, durante esses anos e por intermédio da Constituição de 1988?

O que dizer de quem foi às ruas, alguns da classe média baixa, que depende de seu emprego para sobreviver, para defender Eduardo Cunha, Temer e gritar Fora Dilma? Eles agora estão vendo o que foi que angariaram para si e seus assemelhados colegas de trabalho.

Ideologia e lado político, cada um tem o seu. É como futebol e religião: devemos respeitar; mas a de se convir que o país sofreu um golpe e que aqueles deputados e senadores que votaram pela saída da presidente Dilma, sem nada provado, estão mais sujos do que pau de galinheiro.

Uma prova disso é que dois dias depois da saída da presidente Dilma, eles já consideraram e aprovaram no Senado que pedalada fiscal não é crime. Cada um para se livrar de suas tramoias.

Não devemos silenciar diante de tudo isso: mulheres, negros, movimento LGBT, movimentos sociais, entidades de classe e afins. Em entrevistas depois do impeachment, alguns senadores reconheceram que Dilma Rousseff não praticou crime de responsabilidade e que haviam votado pela sua destituição porque ela não teria mais condições de governar.

Isso confirma como já foi dito largamente pelos petistas e apoiadores de Dilma e Lula, que o processo de impeachment foi forjado para retirar do poder uma presidente democraticamente eleita.

A classe dominante não tem nada a perder com esse desgoverno, pois a maioria dos empresários aprovaram as medidas anunciadas pelo interino temeroso (para mim vai ser sempre interino).

Repórteres milionários, principalmente da Rede Globo, estão extasiados com o pacote de maldades anunciado por esse desgoverno, noticiado com satisfação. Isso é só o começo, infelizmente para nós, simples mortais.

Movimentos sociais que foram e estão indo às ruas, protestar contra as artimanhas dos golpistas estão sendo reprimidos pela polícia, comandada por aqueles que apoiaram o golpe. Muito pior do que estava a crise no país, está agora.

Agora eu pergunto: é ou não é golpe de estado? É ou não é um retrocesso político e social tudo isso que está acontecendo no Brasil? . E fora Temer!Para reflexão nesse início de tarde e bom fim de semana a todos.

Postar um comentário